Início » Vida » Ciência » A história da Nasa
Nesta Data

A história da Nasa

No dia 29 de julho de 1958, foi fundada a National Aeronautics and Space Administration (Nasa), em meio à corrida espacial entre EUA e URSS

A história da Nasa
O presidente americano, John F. Kennedy, iniciou o projeto de enviar o homem à lua após o voo de Yuri Gagarin (Foto: Wikimedia)

A Nasa surgiu no dia 29 de julho de 1958, durante o governo de Dwight Davis Eisenhower. Um ano antes, a antiga União Soviética havia lançado o primeiro satélite artificial do mundo, e, em 1961, o russo Yuri Gagarin foi o primeiro astronauta a ir para o espaço. Era a corrida espacial, época em que a Nasa viveu seus melhores momentos.

Em resposta ao voo de Gagarin, o então presidente norte-americano John Kennedy disse que os EUA chegariam à lua até o final daquela década. O investimento foi tão grande que, em cinco anos, o orçamento da Nasa era de 0,75% do PIB dos EUA.

A Economist diz que houve algo de heróico no projeto Apollo. Ele mudou o mundo ao transmitir imagens da Terra. Depois deste sucesso, chegou-se à conclusão de que não havia mais para onde ir, e talvez tivesse sido melhor para a reputação da Nasa se ela também tivesse fechado naquele momento. Hoje, cerca de um terço do orçamento de US$ 17 bilhões da agência é gasto, por exemplo, em observações da Terra, missões para Marte e outros planetas, mas sem presença humana.

Ao responder sobre o que gostaria de ganhar de presente em nome da agência que administra, o atual diretor da Nasa, Michael Griffin, disse que optaria por uma compreensão de que nem tudo o que vale a pena pode ser justificado em termos imediatos de dólares e centavos.

Fontes:
Economist - Nasa at 50 --Many happy returns?

2 Opiniões

  1. carlos A jacintho disse:

    É mesmo, sr. Alexandre, a opinião de economista não serve para nada. No entanto, é o que comanda sua vida e a dos demais terráquios, não é mesmo? Exemplo, quantos planos economicos você já viu e viveu? Quantas teorias econômicas você ja leu, que deram origem ao entendimento das nações. É por tudo isso que os economistas opinam e comentam assuntos diversos. Quanto privilégio não é mesmo?

  2. Alexandre Boratto disse:

    Opinião de economista às vezes não vale nem para o mercado financeiro, quanto mais para interesses da ciência, que comentario !!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *