Início » Vida » Ciência » Tetraplégico consegue mover membros com exoesqueleto
CIÊNCIA

Tetraplégico consegue mover membros com exoesqueleto

Traje utiliza implantes cerebrais para compreender comandos do paciente

Tetraplégico consegue mover membros com exoesqueleto
Thibault ficou tetraplégico em 2015 (Foto: Divulgação/Clinatec /J. Treillet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O tetraplégico Thibault, de 30 anos, conseguiu mover braços e pernas paralisados com um exoesqueleto controlado pela mente. As descobertas foram publicados por pesquisadores franceses na revista científica Lancet Neurology.

Apesar do avanço, o traje só está sendo testado no laboratório, enquanto os movimentos foram longe de ser perfeitos. Isso porque o exoesqueleto estava conectado ao teto, impedindo possíveis quedas do paciente. Porém, os pesquisadores estão animados com a possibilidade da tecnologia melhorar a vida de tetraplégicos.

“Foi muito difícil porque é uma combinação de múltiplos músculos e movimentos. Essa é a coisa mais impressionante que faço com o exoesqueleto”, destacou o paciente, que classificou a ação como ser “o primeiro homem na Lua”.

Thibault, que não quis ter o sobrenome revelado, ficou tetraplégico em 2015, quando caiu de uma altura de 15 metros em um clube noturno, lesionando a medula espinhal. Para conseguir usar o exoesqueleto, o paciente teve fez uma cirurgia para colocar dois implantes no cérebro para ler a atividade cerebral e treinou com computadores antes de testar o traje.

De acordo com os pesquisadores, o software lê as ondas cerebrais e as transforma em instruções para controlar o exoesqueleto. Quando Thibault, amarrado no traje, pensa em “andar”, o exoesqueleto corresponde movendo as pernas para frente.

Os braços também conseguiram ser controlados. Em tarefas para tocar em alvos específicos com os membros superiores, Thibault teve sucesso em 71% das tentativas.

Para o futuro, os cientistas pretendem continuar refinando a tecnologia. Isso porque a leitura de ondas cerebrais ainda é limitada. Por isso, não está descartado o uso de computadores e inteligências artificiais mais poderosas para interpretar as informações do cérebro. Ademais, há planos para estender o traje até os dedos, permitindo que Thibault pegue objetos.

Fontes:
BBC-Paralysed man moves in mind-reading exoskeleton

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *