Início » Vida » Ciência » Viagra feminino
http://opiniaoenoticia.com.br/wp-content/uploads/viagra.jpg

Viagra feminino

Um remédio desenvolvido para depressão acabou sendo eficaz para aumentar a libido feminina.

O Flibanserin, fabricado pelo laboratório Boehringer Ingelheim, foi testado na Europa e na América do Norte. Mais de 1.900 mulheres participaram dos testes e todas elas enfrentavam problemas nos relacionamentos devido à falta de apetite sexual. Além disso, as participantes estavam na fase da pré-menopausa e tinham relacionamentos monogâmicos.

As mulheres que tomaram o medicamento durante 24 semanas relataram terem sentido aumento do desejo sexual e melhoraram seus relacionamentos. Apesar desse resultado positivo, o número de relações satisfatórias a mais por mês foi de apenas uma, resultado muito parecido com o obtido em mulheres que usaram adesivos de testosterona para aumentar a libido. Outro fator que chama atenção é que o Flibanserin não pode ser administrado antes da relação sexual, como o Viagra. Para conseguir os benefícios do medicamento, a mulher precisa tomá-lo durante semanas. Segundo a terapeuta sexual Leonore Tiefer, muitos problemas sexuais das mulheres são causados por estresse ou dificuldades com o parceiro. Segundo o responsável pelas pesquisas, o maior obstáculo é saber se a droga é segura, especialmente se for tomada com antidepressivos.

Fontes:
Economist - The search continues for a pill that will lift a woman’s libido

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Benedito Lacerda disse:

    As mulheres gostam de sexo, não precisam de auxílio. Os homens, que se matam de trabalhar, é que precisam de um auxílio.

  2. Markut disse:

    Pode-se imaginar que as dificuldades bilaterais com o parceiro sexual, tenham como origem a superada cultura machista, afetando homens e mulheres.
    A sociedade moderna colocou a mulher numa posição tal, que o homem se vê alijado da sua tradicional posição de único provedor caçador, comprometendo a sua relação afetiva e sexual com a sua parceira, enquanto que a mulher se vê, de repente, guindada a uma posição , para a qual, psicologicamente, não está suficientemente preparada, comprometendo a natural libido.
    Esperemos que os estímulos obtidos através de pílulas sejam ,com o tempo, readquiridos naturalmente.
    Eis aí um problema cabeça que , acredito, não exista no resto do reino animal, para gáudio dos laboratórios farmacêuticos do mundo todo.

  3. luiz antonio vieira barbi disse:

    OU SEJA, MAIS UMA DAQUELAS NOTICIAS DE REMEDIOS QUE NAO CONCLUEM NADA!!! IMAGINEMOS UM REMEDIO INCONCLUSIVO QUE PRECISA SER TOMADO DURANTE SEMANAS…COISAS DE QUEM ESTA BEM DESOCUPADO…

  4. Leila Maria disse:

    O nosso amigo Benedito Lacerda, ainda está no mundo machista…Que idade terá ele???? Benedito querido, vc tem algum conhecimento de como vive a mulher de HOJE? Ela é mãe, mulher, profissional, estudante eterna para continuar sendo grande profissional; tem de estar linda, maravilhosa e disposta, mesmo morrendo de sono e cansaço, a dar prazer ao parceiro, que segundo você, querido, se matam de trabalhar… Sabe Benedito, a razão e o coração, estão no corpo humano, e deveria estar na alma também, ACIMA DO UMBIGO!!! Sem mágoas, querido, dá uma pensadinha!!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *