Início » Vida » Comportamento » Comer sozinho é mais uma realidade do que exceção
Comportamento

Comer sozinho é mais uma realidade do que exceção

Atualmente, quase metade de todas as refeições estão sendo feitas sem companhia

Comer sozinho é mais uma realidade do que exceção
A popularidade do jantar sem companhia está, sem dúvida, em ascensão (Foto: Pixabay)

Em 1985, o New York Times publicou uma notícia reconfortante para quem come sozinho. O jornal tranquilizou estes leitores, já que jantar sozinho “já não é visto como algo estranho.” Um segundo artigo, que foi publicado apenas sete meses depois, no Times, narrou o estigma de gente que janta sozinha.Trinta anos depois, graças a uma série de tendências sociais e culturais, comer sozinho tornou-se mais uma realidade do que exceção.

Quase metade de todas as refeições está sendo feitas agora sem companhia, de acordo com um novo relatório da associação comercial da indústria do Food Marketing Institute. As pessoas são mais propensas a comer o café da manhã sozinhas do que o almoço ou jantar – mas a popularidade do jantar sem companhia está, sem dúvida, em ascensão.

De fato, uma pesquisa de 1999 constatou que o número de pessoas que comia sozinho, pelo menos parte do tempo, triplicou entre 1960 e 1990. Em 2006, quase 60% dos americanos comeram regularmente por conta própria, de acordo com o American Time Use Survey. Hoje em dia, esse número é ainda mais elevado.

O café da manhã foi submetido a uma transformação mais significativa. Cerca de 53% de todos os cafés da manhã são agora aproveitados sozinho, enquanto cerca de 45% dos almoços são sem companhia. O jantar é a única refeição que ainda ocorre habitualmente com outras pessoas. Cerca de três quartos de todos os jantares ainda são feitos em companhia. Mas mesmo isso está mudando.

Uma das principais razões para isso estar mudando tem relação com algo que vem acontecendo com famílias americanas, gradualmente, ao longo de décadas: elas estão ficando cada vez menores. Além disso, as pessoas estão comendo sozinhas também por conta da falta de tempo.

Fontes:
The Washington Post-The most American thing there is: eating alone

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *