Início » Pelo Mundo » É possível comer muito pouco sal?
Saúde

É possível comer muito pouco sal?

Novo estudo sugere que consumir menos que 2.300 miligramas de sódio por dia pode fazer mal à saúde, mas isso seria quase impossível

É possível comer muito pouco sal?
O consumo insuficiente de sal não é uma ameaça à saúde pública (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um novo relatório do Instituto de Medicina (IOM, o ramo médico da Academia Nacional de Ciências dos EUA) constatou que, quando se come menos que 2.300 miligramas de sódio por dia, os benefícios são limitados ou inexistentes, podendo até fazer mal à saúde.

Mas o relatório está longe de ser conclusivo. Ele não significa que todos podem ir em frente e comer quanto sal quiser. Na verdade, o relatório não muda nada quanto à recomendação geral de se comer pouco sal para controlar a pressão alta. O novo estudo pode significar, simplesmente, que não é recomendado eliminar todo o sódio de sua dieta, o que seria quase impossível de qualquer maneira.  Leite contém sódio, espinafre, também.  Quase tudo.

Claro que todos precisam de sódio, mas o consumo insuficiente não é uma ameaça à saúde pública. Mesmo o relatório do IOM indicou que a sugestão de que seria perigoso consumir menos sal do que a meta recomendada de 2.300 miligramas por dia seria “inconsistente” e pediu mais pesquisas. Pode ser verdade que não há benefícios em uma dieta com consumo ultra-baixo de sal, mas quase ninguém está comendo uma dieta sem sal. É quase tão ridículo quanto se preocupar se a população está consumindo açúcar suficiente.

Cerca de 80% do sal na dieta moderna está presente nos alimentos processados ​​que se consome em restaurantes, não o alimento que se cozinha em casa. Dez por cento do sal que consumimos já está presente nos alimentos, outros 10% são adicionados à mesa.

 

Fontes:
The New York Times - Is it possible to eat too little salt?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Iva disse:

    Deparo-me com essa campanha histérica para evitar o consumo de sal por elevar a pressão arterial, quando essa se deve, em grande parte, à obesidade generalizada na população. Digo histérica porque sou hipotensa, e muitas pessoas me repreendem por colocar sal na comida (em geral na salada), sendo que necessito de um pouco mais de sal, para não desmaiar, principalmente no verão. Parece que sou um ET.

  2. Markut disse:

    Concordo com o comentário.

    A prudência e a racionalidade na alimentação, não podem recair nessa neurose, vinculada por pesquisas médicas, com predominância das americanas, para muitos dos nossos hábitos alimentares, ditas hoje e desmentidas amanhã.
    O principal obstáculo para uma alimentação sadia e equilibrada está nos alimentos industrializados, marqueteados estridentemente, provocando hábitos malsãos ,que portamos durante toda a nossa existência.
    Espertamente, esses maus hábitos alimentares começam desde a primeira infância. É lamentável.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *