Início » Vida » Educação » Magnata negro quita a dívida estudantil de quase 400 estudantes
EUA

Magnata negro quita a dívida estudantil de quase 400 estudantes

Convidado por universidade para receber um título de Honoris Causa, Robert F. Smith, o negro mais rico dos EUA, anunciou a medida durante uma formatura

Magnata negro quita a dívida estudantil de quase 400 estudantes
Smith recebeu um doutorado honorário da universidade (Foto: Morehouse College/Twitter)

O magnata Robert F. Smith, o negro mais rico dos Estados Unidos, anunciou no último domingo, 19, durante uma formatura na Universidade de Morehouse, em Atlanta, que quitaria a dívida estudantil dos universitários formandos da turma de 2019.

Não há um valor exato da dívida estudantil, que ainda será calculada. No entanto, estima-se que ela seja superior a cifra de US$ 10 milhões. Ao todo, quase 400 estudantes homens da Morehouse – que é exclusivamente masculina, historicamente negra e foi criada durante a época de segregação racial nos EUA – serão beneficiados pela ação. Nos Estados Unidos, os empréstimos estudantis são comuns para estudantes universitários, que chegam a contar com auxílio de centenas de milhares de dólares.

“Mais do que o dinheiro que fazemos, os prêmios, o reconhecimento, ou títulos que ganhamos, cada um de nós será medido pelo quanto contribuímos para o sucesso das pessoas ao nosso redor”, escreveu Smith nas redes sociais, compartilhando uma imagem da formatura na Morehouse.

Smith estava na cerimônia a convite da universidade para receber um título de doutor Honoris Causa. Antes de anunciar a quitação das dívidas estudantis, o magnata já havia prometido US$ 1,5 milhão para bolsas de estudo e um parque para a instituição. Um vídeo compartilhado pelo diretor de marketing da universidade, José Mallabo, mostra a reação dos pais e estudantes ao receber o anúncio. Enquanto isso, outro vídeo, que pode ser visto abaixo, mostra parte do discurso e a reação completa dos alunos.

Quem é Robert F. Smith?

Apesar dos atos de filantropia, muitos não conhecem Robert F. Smith, que começou a constituir sua fortuna a partir do início dos anos 2000, quando criou o fundo de investimento Vista Equity Partners, que foca em empresas de tecnologia.

Com 56 anos de idade, Smith é o homem negro mais rico dos Estados Unidos, com uma fortuna estimada em US$ 5 bilhões, segundo a Forbes. Seu fundo de investimentos, o Vista Equity, conta com ativos superiores à US$ 46 bilhões, com retornos anuais de 22%.

Formado em engenharia química pela Universidade de Cornell, de Nova York, Smith expressou gratidão à instituição, doando, em 2016, US$ 50 milhões à universidade. Em reconhecimento, a Cornell anunciou que nomearia a Escola de Engenharia Química e Biomolecular de Robert Frederick Smith, assim como o Programa de Pesquisadores de Tecnologia.

De acordo com a Forbes, Smith foi o primeiro afrodescendente a assinar o Giving Pledge, em 2017, que é um compromisso de contribuir com a maior parte da sua riqueza a causas filantrópicas.

“Em nome da minha família, tenho o privilégio de me juntar ao Compromisso de Doação [Giving Pledge] com o compromisso de investir metade do meu patrimônio – durante minha vida – para causas que apoiem ​​a igualdade de oportunidades para afro-americanos, bem como causas de proteção para garantir um planeta habitável para as gerações futuras”, afirmou Smith na época.

Além disso, Smith também doou, em 2016, US$ 20 milhões para o Museu Nacional de História Afro-americana. A doação tinha como objetivo permitir a digitalização de fotos, vídeos e músicas, aumentando a promoção da experiência interativa cultural.

Morador de Austin, no Texas, Smith é casado com a ex-modelo da Playboy Hope Dworaczyk. Com ela, o empresário teve dois filhos: Hendrix – em homenagem a Jimi Hendrix – e Legend – em homenagem a John Legend. Entusiasta da música, Smith também conta com um dos antigos pianos de Elton John.

O amor pela música e pela educação vem de berço. Smith, que foi criado em um bairro de classe média na cidade de Denver, no Colorado, conta com pais com doutorado em educação. Sua casa sempre foi repleta de música, fosse através de piano ou do aparelho de som. “Um código de software bem escrito é um concerto lírico”, disse, ao Washington Post, em 2016.

Fontes:
G1-Conheça o bilionário negro que quitou a dívida estudantil de uma turma inteira
BBC-Billionaire Robert F Smith to pay entire US class's student debt
The Washington Post-5 things to know about Morehouse donor Robert F. Smith

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *