Início » Brasil » MEC reabre mais 679 bolsas da Capes
EDUCAÇÃO

MEC reabre mais 679 bolsas da Capes

Com o novo descontingenciamento, o número de bolsas da Capes suspensas caiu para 7.950

MEC reabre mais 679 bolsas da Capes
Liberação de novas bolsas é voltada para programas com nota 4 (Foto: Gabriel Jabur/MEC)

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na última quinta-feira, 3, a reabertura de mais 679 bolsas de pós-graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Essa é a segunda liberação de bolsas da Capes em menos de um mês.

As bolsas tinham sido atingidas pelos congelamentos anunciados pelo MEC ao longo de 2019. Serão liberadas 271 bolsas de mestrado, no valor de R$ 1,5 mil mensais; 304 bolsas de doutorado, de R$ 2,2 mil mensais; e 104 bolsas de pós-doutorado, de R$ 4,1 mil mensais.

Ao todo, já foram liberadas 3.861 bolsas nos últimos 23 dias. Enquanto as bolsas descontingenciadas em setembro eram voltadas para cursos avaliados com notas superiores a 5 – na escala da Capes, que vai até 7 -, as novas bolsas foram liberadas para programas com nota 4.

“Em princípio, estávamos mantendo as bolsas com nota 5, 6 7, que são notas altas, mas não conseguimos pulverizar para o Brasil todo. Com essa abordagem [bolsas de nota 4], a gente consegue atender bem, por exemplo, a região Amazônica”, explicou o presidente da Capes, Anderson Correia

Segundo um comunicado do MEC, a reabertura das bolsas foi possível devido ao descontingenciamento de R$ 270 milhões no orçamento da Pasta.  “Continuamos correndo para liberar mais verbas para áreas essenciais”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Ao longo de 2019, a Capes anunciou a suspensão de 11.811 bolsas de estudo. Com a liberação de setembro, o número caiu para 8.629. Agora, com o mais recente descongelamento de verba, o número de bolsas contingenciadas reduziu para 7.950.

Leia também: Ex-ministros se unem contra bloqueios na Educação
Leia também: O cerceamento à Educação no Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *