Início » Brasil » MEC vai ampliar número de escolas cívico-militares
EDUCAÇÃO

MEC vai ampliar número de escolas cívico-militares

A ampliação das escolas cívico-militares é uma prioridade do MEC na gestão do ministro Ricardo Vélez

MEC vai ampliar número de escolas cívico-militares
Alunos dos colégios militares têm índices melhores do que de rede pública(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O Ministério da Educação (MEC) vai ampliar o número de escolas cívico-militares no Brasil. O anuncio sobre as ações deve ocorrer nos próximos dias. Atualmente, existem mais de 120 escolas desse tipo espalhadas em 17 estados.

A ampliação das escolas cívico-militares é uma prioridade do MEC na gestão do ministro Ricardo Vélez. Tanto que a Pasta passou a contar com uma Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares. Segundo uma nota do Ministério, um dos principais motivos para o investimento seriam os “elevados índices nas avaliações”.

Enquanto alunos de colégios militares conquistam um Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 6,5 – do sexto ao nono ano do ensino fundamental –, os estudantes de escolas estaduais alcançam 4,1.

“O Ministério da Educação buscará uma alternativa para a formação cultural das futuras gerações, pautada no civismo, na hierarquia, no respeito mútuo, sem qualquer tipo de ideologia, tornando-os desta forma cidadãos conhecedores da realidade e críticos de fatos reais”, explicou o MEC em uma nota divulgada em janeiro.

De acordo com dados do ano passado, um aluno de Colégio Militar custa, em média, três vezes mais do que um estudante da rede pública. Enquanto o estudante da escola cívico-militar custa, em média, R$ 19 mil, o aluno da rede pública tem o custo estimado em R$ 6 mil.

Se todos os alunos de ensino público estivessem matriculados em escolas militares, o MEC teria um custo de R$ 320 bilhões, o triplo do orçamento da Pasta. Segundo o ministério, para a implantação das novas escolas, a Pasta vai contar com “a participação de vários segmentos da sociedade”. Atualmente, os colégios militares são mantidos com verbas do Ministério da Defesa.

Com a intenção de ampliar o número das escolas cívico-militares, o ministro da Educação voltou a defender a inclusão da disciplina Educação Moral e Cívica. A disciplina surgiu em 1940, no governo de Getúlio Vargas. Mais tarde, foi adotada em 1969. O objetivo era a formação da consciência patriótica.

Fontes:
Agência Brasil-MEC finaliza proposta de ampliação de escolas cívico-militares no país
Estadão-Estudantes de colégios militares custam três vezes mais ao País

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *