Início » Vida » Ciência » Limitação do ovo levou dinossauros à extinção, dizem cientistas
Pós-catástrofe

Limitação do ovo levou dinossauros à extinção, dizem cientistas

Espécies de mamíferos evoluíram juntamente com as aves, também descendentes dos dinossauros

Limitação do ovo levou dinossauros à extinção, dizem cientistas
Filhotes de dinossauros eram menores que de mamíferos (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O fato dos dinossauros colocarem ovos foi o que selou o seu destino de extinção em massa há milhões de anos, enquanto os mamíferos passaram a prosperar, afirmaram cientistas nesta quarta-feira, 18.

Em uma nova explicação para a vitória evolutiva dos mamíferos, os pesquisadores afirmaram que um modelo matemático mostrou que o tamanho dos filhotes foi um fator decisivo. Dadas as limitações físicas do tamanho das cascas de ovos, os dinossauros eram, comparativamente, pequenos.

“Ao crescer, os jovens dinossauros tinham que competir com diferentes categorias de tamanho e com vários adultos de outros grupos de animais por alimento”, disse o cientista da Universidade de Zurique, Marcus Clauss.

De acordo com os estudos publicados na Biology Letters, Isso significa que todas as categorias de animais, de pequeno e médio porte, ocuparam o ambiente, não deixando espaço para espécies menores de dinossauros prosperarem.

“Isso não foi um problema em 150 milhões de anos, mas, logo que algo aconteceu e todas as espécies de grande porte se extinguiram e as pequenas permaneceram, o grupo se foi como um todo”, disse Clauss.

O evento catastrófico que eliminou todas as maiores formas de vida cerca de 65 milhões de anos atrás significou o fim dos dinossauros terrestres. Os cientistas discordam sobre se a espécie morreu antes ou depois de um meteorito colidir com a Terra, o que ficou conhecido como o impacto do Cretáceo. O impacto gerou toneladas de cinzas e poeira que cobriram a luz do sol e desencadeou um “inverno nuclear” que resfriou o planeta e destruiu a vegetação.

“Mamíferos não têm as mesmas limitações”, disse Clauss, “os filhotes não nascem relativamente pequenos e não precisam competir com outras espécies por alimento, já que mamam em suas mães”.

Isso significava que existiam espécies de mamíferos capazes de lidar com o ambiente pós-catástrofe e que estas evoluíram para novas espécies juntamente com as aves, que também são descendentes dos dinossauros.

“A pergunta que persegue algumas pessoas, inclusive a mim é: por que os mamíferos sobreviveram e os dinossauros não. Acho que temos uma resposta muito boa para isso”, disse Clauss.

Os pesquisadores disseram que o tamanho do ovo é limitado pela espessura da casca que têm que permitir que o oxigênio chegue até o embrião. O Titanossauro, o maior tipo de vertebrado que já viveu, era 2.500 vezes mais pesado que seu recém-nascido. A mãe elefante moderna pesa apenas 22 vezes mais do que seus filhotes.

 

Fontes:
My Fox - Egg-Laying Led to Dinosaurs' Extinction, Scientists Say

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *