Início » Brasil » Derramamento de óleo atinge oito estados do Nordeste
MANCHA MISTERIOSA

Derramamento de óleo atinge oito estados do Nordeste

Misteriosa mancha de óleo, que não provém da Petrobras, já matou pelo menos sete animais. Suspeita é que vazamento tenha sido causado por um navio

Derramamento de óleo atinge oito estados do Nordeste
Em Sergipe, dois barris foram encontrados em praias diferentes (Foto: Divulgação/Governo do Sergipe)

Oito estados foram atingidos por uma misteriosa mancha de óleo que atinge o Nordeste brasileiro desde o início de setembro. As autoridades ainda investigam a origem do petróleo, que não pertence à Petrobras.

Pelo menos sete animais morreram, sendo seis tartarugas marinhas e uma ave. Dezenas de praias nos oito estados foram diretamente afetadas pelo vazamento. De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), não há, até o momento, evidência de contaminação de peixes e crustáceos.

A principal suspeita das autoridades é que o vazamento tenha sido causado por um navio que passava próximo ao litoral nordestino brasileiro. No entanto, ainda não foi possível determinar a origem do vazamento, enquanto as autoridades trabalham para limpar as praias afetadas. Através de uma nota, a Petrobras esclareceu que testes demonstraram que o óleo não pertence à empresa.

Os estados que foram afetados pelo óleo são Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. No Nordeste, apenas o estado da Bahia não foi atingido. Através de um comunicado, o governo do Sergipe revelou que dois barris de óleo foram encontrados em diferentes praias do estado.

“Os dois barris foram recolhidos pela Marinha e parte do líquido foi enviada para o estado do Rio de Janeiro para análise. Entre 20 a 25 dias sairá o resultado. Esse processo é feito por uma raspagem para analisar se houve contaminação”, informou o governo em uma nota divulgada na última quinta-feira, 26.

Ademais, o presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe (Adema), Gilvan Dias, revelou que, desde a última quarta-feira, 25, não foi encontrada mais nenhuma mancha de óleo no litoral norte do estado.

Assim como a Adema, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace) revelou que não foi encontrada mais nenhuma mancha de óleo no litoral cearense ao longo da última quinta-feira. No entanto, o estado ainda manterá a costa sob vigilância.

Através de um comunicado, o Ibama orientou banhistas e pescadores a não entrarem em contato com o material para evitar qualquer tipo de contaminação. Ademais, a entidade afirmou que, ao encontrar um animal afetado, a pessoa deve entrar em contato com os órgãos competentes. “O animal não deve ser lavado nem devolvido ao mar antes da avaliação de veterinário”, explicou a nota.

O Instituto Verdeluz, que atua em Pernambuco, compartilhou um vídeo nas redes sociais, com fotos em sequência, mostrando uma tartaruga marinha afetada pelo óleo derramado.

De acordo com o presidente da Adema, Gilvan Dias, autoridades de todos os estados do Nordeste brasileiro foram convocadas pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) para atualizar as informações sobre o vazamento de óleo. O encontro deve ocorrer no próximo dia 1º de outubro.

“Todos os órgãos ambientais do Nordeste vão se reunir para atualizar as informações sobre esse tema e trocar as experiências. Nós falaremos sobre esse derramamento de óleo, vamos amadurecer as providências imediatas que cada estado tomou e pensar em ações rápidas para esse tipo de questão”, concluiu Dias.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Monica Cristina Pedrosa de Lima disse:

    e neste varril nao tem identificacao? algo tem escrito nos barris.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *