Início » Brasil » Maia anuncia comissão para acompanhar queimadas
AMAZÔNIA

Maia anuncia comissão para acompanhar queimadas

Anúncio foi dado pelo presidente da Câmara na tarde desta quinta-feira, 22. Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é alvo de pedido de impeachment

Maia anuncia comissão para acompanhar queimadas
Queimadas foram assunto frequente no Congresso Federal nesta semana (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou que será criada uma comissão externa para acompanhar as queimadas na região amazônica. A afirmação foi feita pelas redes sociais do parlamentar na tarde desta quinta-feira, 21.

O aumento de queimadas na região amazônica tem ganhado as manchetes de jornais por todo o mundo. Milhões de pessoas já se manifestaram sobre o ocorrido. Os incêndios também têm sido um dos principais assuntos nos plenários do Congresso Federal.

“A Câmara vai criar uma comissão externa para acompanhar o problema das queimadas que atingem a Amazônia. Vamos realizar também uma comissão geral nos próximos dias para avaliar a situação e propor soluções ao governo. É importante para mantermos forte nossas exportações do agronegócio e preservar o nosso meio ambiente”, anunciou Maia.

Impeachment de Salles

Enquanto Maia anunciava a criação da comissão externa da Câmara dos Deputados, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) impetrou no Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de impeachment contra o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente. Segundo o parlamentar, no entendimento da Rede, Salles cometeu crime de responsabilidade.

“Em nosso entendimento, Salles cometeu crime de responsabilidade. Além disso, cabe destacar a omissão em relação ao aumento do desmatamento na Amazônia e das queimadas que estão atingindo a região. Pedimos o impeachment de Salles, sobretudo, em defesa do Meio Ambiente!”, escreveu o senador.

A possibilidade de impeachment do atual ministro do Meio Ambiente ganhou força nas redes sociais na tarde desta quinta-feira. Milhares de pessoas passaram a utilizar a hashtag “#ForaSalles” para pedir a saída do ministro.

Leia também: ONGs rebatem acusação de Bolsonaro sobre queimadas
Leia também: Bolsonaro é ‘vilão’ e ‘ameaça à Amazônia’ na imprensa internacional
Leia também: Ricardo Salles, um ministro fake

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *