Início » Internacional » Onda de frio segue causando transtornos na Europa
NEVASCA

Onda de frio segue causando transtornos na Europa

Escolas, estradas e aeroportos foram fechados; oito pessoas morreram na República Tcheca por causa das baixas temperaturas

Onda de frio segue causando transtornos na Europa
Em Dublin, capital do país, todas as escolas, universidades e comércios foram fechados (Foto: Twitter/Desktop Hippie)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A onda de frio segue causando transtorno em diferentes países da Europa. Depois de já ter matado 24 pessoas em todo o continente, as nevascas causaram o fechamento de aeroportos, escolas, estações de trem e a paralisação do trânsito em estradas nesta quinta-feira, 1. Na República Tcheca, pelo menos oito pessoas morreram.

Em Genebra, na Suíça, os termômetros chegaram a marcar quase 40 graus negativos, sendo uma temperatura recorde no país. A nevasca causou o fechamento do aeroporto de Genebra, segundo anunciaram as autoridades suíças.

“Devido às condições meteorológicas, o aeroporto de Genebra está fechado ao tráfego aéreo até nova ordem”, informou o site oficial do aeroporto, recomendando que os passageiros entrassem em contato com as companhias aéreas para maiores informações sobre os voos. O aeroporto de Zurique, também na Suíça, está funcionando, mas registra atrasos nas decolagens.

Reino Unido

No aeroporto de Glasgow, na Escócia, não ocorreram decolagens ou chegadas de aviões até às 8h da manhã (horário de Brasília) desta quinta-feira devido a nevasca. Além disso, centenas de pessoas estão presas em uma estrada do país, levando vários motoristas a terem passado a noite na via M8, entre as saídas 8 e 9.

A tempestade de neve também atinge o norte da Inglaterra. Dessa forma, as autoridades resolveram manter o alerta amarelo até às 15h (horário de Brasília) desta quinta-feira. O Serviço Meteorológico do Reino Unido prevê ainda fortes nevascas no sudoeste da Inglaterra, País de Gales e em Londres também nesta quinta-feira.

Escolas permanecem fechadas em todo o Reino Unido, com algumas instituições de ensino já tendo afirmado que as aulas só retornarão na próxima segunda-feira, 5. Já em Kent, no sudeste da Inglaterra, aproximadamente 50 estações de trens fecharam por causa da tempestade.

Em alguns locais do Reino Unido os termômetros marcaram até 12 graus negativos, e o Serviço Meteorológico afirmando que estão previstos até 10 centímetros de neve.

França

As nevascas que atingem a França mantêm 55 das 100 regiões do país em alerta, fazendo ainda com que centenas de motoristas permaneçam presos em diferentes estradas francesas. As tempestades mais fortes ocorreram no noroeste, centro, leste e sudeste da França, causando problemas nos transportes.

Em Paris, as autoridades recomendaram que os motoristas deixassem os carros em casa e usassem o transporte público devido a dificuldade de locomoção causada pela neve, além do gelo nos asfaltos aumentar o risco de acidentes. Em algumas estradas foi proibido o tráfego de caminhões.

Já em Herault, onde as autoridades decretaram o estado de vigilância máxima, aproximadamente 1,7 mil motoristas passaram a noite em estradas ou acolhidos nos 32 centros abertos pelo governo. Por outro lado, os serviços meteorológicos estão prevendo uma melhora nas condições ainda nesta quinta-feira, o que pode permitir o desbloqueio das estradas.

Irlanda

A Irlanda está lidando com a pior onda de frio em 35 anos, de acordo com o escritório meteorológico nacional (Met Éireann). O alerta feito pelas autoridades está no nível mais alto e será mantido até a próxima sexta-feira (2). Em alguns locais do país foram registrados até 40 centímetros de neve nesta madrugada.

Em Dublin, capital do país, todas as escolas, universidades e comércios foram fechados. As empresas recomendaram que seus trabalhadores fiquem em casa. O transporte público de trens e ônibus também foram suspensos na cidade. O aeroporto de Dublin funciona com atrasos e as autoridades admitem que voos podem ser cancelados ao longo do dia.

República Tcheca

Pelo menos oito pessoas morreram por causa das baixas temperaturas na República Tcheca nos últimos dias, segundo a imprensa local. A maior parte das mortes aconteceu em Morávia-Silésia, no nordeste do país.

Em Bocaine, no noroeste, um casal de idosos não resistiu ao frio, assim como um homem de 54 anos na escada de sua casa em Karvina. Os termômetros chegaram a registrar 20 graus negativos na região. Em As, no oeste do país, um homem de 44 anos foi encontrado morto em um prédio na última quarta-feira, 28.

Em Praga, um homem morreu por hipotermia, enquanto em Ostrava, principal cidade no nordeste do país, dois homens e uma mulher foram encontrados congelados. O frio pode ter causado a morte de uma pessoa em Karlovy Vary, mas a causa oficial ainda não foi divulgada.

Fontes:
Agência Brasil - Neve deixa centenas de motoristas presos em estrada da Escócia
O Globo - Nevasca fecha o aeroporto de Genebra, na Suíça
Agência Brasil - Frio causa mortes e paralisa trânsito em estradas da Europa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *