Início » Vida » Ciência » Microbioma pode ser a chave para novos antibióticos
Ciência

Microbioma pode ser a chave para novos antibióticos

Bactérias que vivem no corpo humano são um bom lugar para procurar novos medicamentos

Microbioma pode ser a chave para novos antibióticos
As bactérias no microbioma humano geram todo tipo de produtos químicos que poderiam servir como medicamentos dos mais variados (Reprodução/Internet)

Nenhuma classe nova de antibióticos foi produzida nos últimos 25 anos, e a resistência de bactérias aos antigos medicamentos está aumentando. Um arsenal maior de antibióticos, portanto, seria bem-vindo.

Segundo um novo estudo, na busca por armas contra patógenos humanos, o melhor lugar para se procurar é no próprio microbioma humano, uma vez que as bactérias que vivem na pele e nas entranhas das pessoas desenvolvem produtos químicos específicos para combater os intrusos que invadem seu território.

Esta é a linha de raciocínio seguida por Mohamed Donia, da Universidade da Califórnia, em São Francisco. Donia e seus colegas criaram um software que pode varrer bancos de dados de DNA atrás de genes que possam estar envolvidos na produção de antibióticos naturais.

Os antibióticos não são as únicas coisas promissoras sobre essa técnica. As bactérias no microbioma humano geram todo tipo de produtos químicos que poderiam servir como medicamentos dos mais variados.

Os produtos químicos mais úteis parecem ser aqueles que regulam o sistema imune. No momento, tais medicamentos tendem a agir em todo o corpo, provocando efeitos colaterais horríveis. No entanto, um estudo recente publicado na revista Nature mostrou que as bactérias humanas podem apontar seus produtos químicos para subpopulações específicas de células do sistema imunológico, o que sugere que elas são capazes de produzir drogas que agem com maior precisão.

 

Fontes:
The Economist- Set a thief...

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *