Início » Vida » Ciência » Parque Yellowstone tem bolsão de magma capaz de encher o Grand Canyon
Natureza

Parque Yellowstone tem bolsão de magma capaz de encher o Grand Canyon

De acordo com pesquisadores, reservatório sob o parque nacional de Yellowstone, nos EUA, seria capaz de causar uma catástrofe gigantesca se entrar em atividade

Parque Yellowstone tem bolsão de magma capaz de encher o Grand Canyon
Movimentos das placas tectônicas formaram o gigantesco bolsão ao longo dos últimos 17 milhões de anos (Foto: Reprodução/Internet)

O parque nacional de Yellowstone, nos EUA, é o lar de um dos maiores vulcões do mundo. No momento, ele está adormecido, mas pode entrar em atividade a qualquer momento causando uma tragédia de proporções jamais vistas pela humanidade. Em uma grande erupção, Yellowstone pode expelir mil vezes mais magma do que no caso do monte Santa Helena, em 1980. Esse seria um desastre que afetaria todo o planeta, por isso os cientistas estão observando o local atentamente.

Na última quinta-feira, 23, uma equipe da universidade de Utah publicou um estudo no jornal Science, onde, pela primeira vez, foi feito um panorama geral do subsolo de Yellowstone. A nova pesquisa descreve uma grande reserva de rochas quentes, a maior parte sólida, mas com partes derretidas na mistura que se encontra abaixo de uma já conhecida câmara de magma.

O novo reservatório é mais de quatro vezes maior que o já conhecido anteriormente. De acordo com os pesquisadores, lá há volume de magma o suficiente para encher o Grand Canyon. A formação desse bolsão ocorreu ao longo dos últimos 17 milhões de anos, graças ao movimento das placas tectônicas sob o solo dos Estados Unidos.

Outras concentrações do gênero podem ser vistas em Idaho, Oregon e Nevada, no que forma algo semelhante a um cinturão do magma. Um fenômeno semelhante ocorre nas ilhas havaianas que sofrem com erupções com certa frequência.

“Isso é como um canal gigante. Ele começa a descer a 1.000 quilômetros. É como um encanamento que se aprofunda na Terra”, disse o professor emérito de geofísica da Universidade de Utah e co-autor da pesquisa, Robert Smith.

Fontes:
Washington Post-Scientists find missing link in Yellowstone plumbing: This giant volcano is very much alive

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *