Início » Vida » Ciência » Sacarina não é a solução
Adoçantes artificiais

Sacarina não é a solução

Ao contrário do que se pensava, adoçantes artificiais podem causar obesidade, diz estudo

Sacarina não é a solução
Os testes foram feitos em três grupos de roedores, que receberam água contendo aspartame, sucralose ou sacarina, três substitutos do açúcar comum (Reprodução/Alamy)

Adoçantes artificiais estão entre os alimentos mais ingeridos em um mundo que está lutando para manter sua linha de cintura em cheque. Mas um estudo que acaba de ser publicado na revista Nature revela que consumi-los pode, ironicamente, estar associado à obesidade.

O artigo mostra que embora os adoçantes artificiais não sejam diretamente ruins para quem os consome, eles podem ser ruins para os zilhões de micróbios que vivem nos intestinos das pessoas, podendo assim fazer mal também a seus hospedeiros humanos. Vários estudos anteriores já sugeriram que os adoçantes artificiais podem afetar as bactérias intestinais, mas o estudo da Nature é o mais convincente até agora.

O trabalho inicial foi feito em camundongos. Três grupos de roedores receberam água contendo aspartame, sucralose ou sacarina, três substitutos do açúcar comum. Três grupos de controle receberam água pura ou água misturada com glicose ou sacarose – açúcares a partir dos quais o corpo extrai energia.

Depois de uma semana, os pesquisadores deram a seus animais uma boa dose de glicose e mediram a sua capacidade de digerir a substância (a incapacidade de processar glicose de forma adequada é um fator de risco para a obesidade e uma característica da diabetes).

Os ratos que beberam os adoçantes artificiais apresentaram níveis mais elevados de glicose no sangue do que os que haviam tomado apenas água ou açúcar comum. Os microbiomas dos camundongos alimentados com adoçantes se pareciam muito com aqueles encontrados em indivíduos obesos.

 

Fontes:
The Economist-Saccharin solution?

2 Opiniões

  1. jayme endebo disse:

    Estas Pesquisas foram pesquisas feitas no Instituto Weismann em Israel.

  2. olbe disse:

    “Esqueceram “de dizer que estes estudos foram feitos em I S R A E L !!!!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *