Início » Vida » Ciência » Sangue cultivado em laboratório pode transformar transfusões
Ciência e tecnologia

Sangue cultivado em laboratório pode transformar transfusões

Oferta ilimitada de sangue feito a partir de células-tronco promete revolucionar a medicina

Sangue cultivado em laboratório pode transformar transfusões
Pesquisadores trabalham com celulas-tronco pluripotentes, que podem se transformar em qualquer tipo de célula Reprodução / The Guardian)

Em 2007 as Forças Armadas dos Estados Unidos convidaram pesquisadores do Reino Unido e do serviço de sangue irlandês para ajudá-los a desenvolver uma tecnologia capaz de gerar sangue a partir de células-tronco para soldados feridos. A ideia era construir uma máquina a ser levada para campos de batalha. A missão não foi aceita, mas ajudou os pesquisadores a reorientar seus esforços em uma missão ainda  maior: criar uma oferta ilimitada de sangue cultivada em laboratório para uso em clínicas de todo o mundo.

Os pesquisadores agora trabalham com células-tronco embrionárias pluripotentes ou induzidas, que, dadas as condições de cultivo adequadas, podem se diferenciar em qualquer tipo de célula. Ainda assim, pelo menos, em um ano de testes em humanos, a equipe tem mudado o seu protocolo para selecionar apenas as células vermelhas do sangue.

“Fazer sangue a partir de células humanas é como faz a natureza. É a mesma coisa que o seu corpo faz, mas nós estamos fazendo isso em um laboratório”, explica Joanne Mountford, da Universidade de Glasgow, que lidera o projeto. A cientista diz ainda que o  sangue cultivado em laboratório tem ainda vantagens sobre o sangue de doadores. “Se eu levasse seu sangue, algumas células ainda seriam novas, mas outras teriam 110 ou 120 dias de idade e estariam prestes a morrer. A equipe propõe usar células vermelhas de sangue a partir de um único lote para garantir que os destinatários recebam sangue jovem e potencialmente mais eficaz”.

Outra vantagem é que em laboratório é possível cultivar o sangue tipo O -, doador universal. A oferta ilimitada deste tipo de sangue ajuda a eliminar a questão logística, permitindo que a distribuição de sangue flua mais livremente onde se é necessário.

Ted Bianco diretor de Inovações da Wellcome Trust, que financia o projeto se mostra animado com o potencial do cultivo de sangue em laboratório, mas vê desafios de se substituir a doação humana. Já Mountford diz que o maior obstáculo é conseguir produzir  com um custo globalmente relevante. Ela lembra ainda que é um longo caminho pela frente e que as pessoas precisam manter a doação.

 

Fontes:
The Guardian - Blood grown from stem cells could transform transfusion

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    A Ciência faz milagres.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *