Início » Internacional » Cinco dicas para prevenir o câncer de intestino
SAÚDE

Cinco dicas para prevenir o câncer de intestino

O câncer de intestino é o terceiro tipo da doença que mais causa mortes em todo o mundo

Cinco dicas para prevenir o câncer de intestino
Alimentação saudável e prática de exercícios reduzem as chances de desenvolvimento da doença (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O câncer é uma das doenças que mais leva medo ao coração das pessoas. Apesar de existir diferentes tipos de tratamentos para conter o avanço da patologia, como procedimentos cirúrgicos e a quimioterapia, ainda não há um medicamento 100% eficaz para eliminar este mal.

Um dos principais cânceres é o de intestino, também conhecido como colorretal, que atinge a última parte do intestino grosso. Esse tipo de patologia é a terceira que mais causa mortes por câncer em todo o mundo. Porém, a mortalidade da doença diminuiu 30% nos últimos 20 anos graças as melhores formas de tratamento e a detecção precoce.

Dessa forma, sempre é uma boa opção adotar hábitos mais saudáveis, desde a maior prática de exercícios, até uma alimentação mais balanceada. Não apenas para evitar o câncer, mas outros problemas de saúde. Sendo assim, separamos cinco dicas importantes para se prevenir do câncer de intestino:

Conheça os sintomas

Os principais sintomas do câncer colorretal são diarreia ou prisão de ventre constantes, sangue nas fezes, dor ou inchaço abdominal – mesmo depois de evacuar -, perda de peso repentina, entre outras coisas. Por isso, é sempre importante estar atento ao corpo e notar possíveis modificações.

Cuidado com a idade

Apesar de ser um câncer com alta taxa de mortalidade, o colorretal normalmente só se desenvolve com o passar dos anos, com 99% dos casos aparecendo em pessoas com mais de 40 anos. Além disso, 85% dos casos da patologia só se apresentam em pessoas com mais de 60 anos.

Contra a idade não tem como lutar, mas é importante que a atenção com a saúde seja redobrada com o passar dos anos, indo ao médico e fazendo os exames necessários caso os sintomas se apresentem. Quanto mais cedo se detecta um câncer, maior a chance de reabilitação.

Histórico médico familiar

Mesmo o câncer de intestino não apresentando nenhuma característica hereditária específica, é importante conhecer o histórico médico familiar e verificar se tiveram outros casos na família. Estudos mostram que, caso a pessoa tenha um parente de primeiro grau com a doença, o risco de desenvolvimento da patologia é duas ou três vezes maior. Caso a doença tenha se apresentado precocemente, ou seja, antes dos 45 anos, as chances podem ser ainda maiores.

Mantenha a boa forma

A obesidade aumenta o risco de desenvolvimento de câncer de intestino em 1,5 vezes. No entanto, as chances do surgimento de uma doença colorretal parece ser reduzida caso a pessoa, mesmo sendo obesa, mantenha uma rotina ativa de exercícios físicos. Muitos estudos sugerem que comer uma grande quantidade de fibras reduz os riscos da patologia, mas isso pode estar relacionado com o fato de que pessoas em boa forma física normalmente mantém uma dieta rica em fibras.

De olho na carne

Carnes processadas e defumadas também aumentam o risco de desenvolvimento do câncer do intestino devido a substâncias químicas chamadas nitrosaminas. Desse jeito, as pessoas que se alimentam com esse tipo de carne tem um risco 17% maior de desenvolver a doença do que as que não comem.

 

Leia também: Vacina contra câncer de pele é testada com sucesso em cobaias
Leia também: Exame de sangue pode detectar oito tipos de câncer
Leia também: Planos devem bancar novos medicamentos para câncer

Fontes:
The Guardian-Seven ways ... to prevent bowel cancer

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *