Início » Vida » Saúde » Dormir sozinho pode fazer bem à saúde
Vida conjugal

Dormir sozinho pode fazer bem à saúde

É o que sugere um novo estudo. Especialistas dizem que os casais deveriam cogitar dormir separados, para o bem do relacionamento e de si próprios.

O estudo descobriu que, em média, casais que compartilham a mesma cama sofrem 50% a mais de distúrbios do sono. Um simples puxar de coberta pode roubar preciosos minutos de relaxamento, e as noites mal dormidas já foram associadas à depressão, doenças cardíacas, derrames, doenças pulmonares, acidentes de trabalho e no trânsito e ao divórcio.

Um especialista britânico da área, Neil Stanley — que dorme separado da sua mulher — diz que a tradição do leito conjugal surgiu com a Revolução Industrial, quando as cidades ficaram superlotadas e, logo, com menos espaço. Antes da era vitoriana não era incomum casais dormindo separados. Na Roma antiga, o leito conjugal era um lugar para a relação sexual, não para dormir.

Fontes:
BBC - Bed sharing 'bad for your health'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Dorival Silva disse:

    Pelo jeito a Gloria nunca teve a experiência de dormir na mesma cama com alguém por quem ela sentisse amor. Não é só sexo, Glória, é carinho, é segurar a mão, o beijinho ao dar boa noite e o outro ao acordar. É muito bom, tente achar o parceiro certo.

  2. Glória Drummond disse:

    Concordo com a opinião do Dr. Sebastião…

    Quando me casei pela primeira vez, adolescente ainda, foi horrível dormir junto com um homem polvístico, um outro na minha cama que me agarrava. O jeito era ir cada vez mais para a beiradinha. Esse “horrível” não tinha nada a ver com o sexo em si e sim com o tolhimento dos meus movimentos.

    Separei-me, casei-me de novo, voltei a me sentir incomodada, até que por várias questões optei pelas camas separadas, depois quartos e parece que houve atéum resgate da minha individualidade. Dormir junto, só quando a gente está naquela fase do “eu só vou se você for também”.
    Cama é um móvel feito para dormir sozinho ou ser leito conjugal, quando o tesão conjuga. O resto é imposição. Sou contra até o banheiro comum: tira o romantismo. Depois acordar com hálito de quem dormiu, bebeu, comeu alimentos fortes é desagradabilíssimo. O ideal ?seriam dois quartos, dois banheiros conjugados ou… (para ser radical mesmo) – casas separadas, mais privacidade.

    É a situação financeira, a falta de espaço,a cultura que impõe essa indecência de dormir junto.Ficar numa ampla kig size com filhos, bichos e marido é bom até a farra acabar. Depois, o enfim só consigo mesmo.

  3. Dr. Sebastião Inacio Filho disse:

    O negócio é o seguite; tem que ver as configurações dos casais. Quem tem sono leve, quem ronca, quem tem a síndrome das pernas inquietas, quem gosta de frio ou quem não gosta, se dorme sob o mesmo cobertor/edredon. Tem muita gente que gosta de dormir agarradinho “em conchinha” e sente muita falta disso se dorme sozinho. Não vai ser uma pesquisa que irá separar os casais que se amam. Agora…se algum não suporta dormir com o outro, é melhor dormir separado mesmo…Qualidade de sono é um fator que não deve ser desprezado, se não se consegue ter uma boa noite de sono, isso interfere no comportamento, no humor e até no sistema imunoneuropsicoendócrino.

    Abraços e boas noites de sono.

    Dr. Sebastião Inacio Filho.

  4. Andresa disse:

    Olá!!!

    Para mim essa pesquisa faz muito sentindo, me sinto bem melhor dormindo sozinha do que com o meu companheiro, pois ele ronca muito, se debate, rouba as cobertas, mas dormir junto na minha opinião por mais que faça mal a saúde aproxima o casal.

    😉

    Bjs!!

  5. Sarita disse:

    Esse Benedito, com suas idéias machistas, parece um sujeito bem esquisitão. Não entendo porque você publicam os comentários dele.

  6. Benedito Lacerda disse:

    Ótimo, agora tenho uma boa desculpa para não dormir com minha mulher!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *