Início » Vida » Saúde » Esperança para os que sofrem do mal de Alzheimer
Saúde

Esperança para os que sofrem do mal de Alzheimer

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A TauRx Therapeutics, uma farmacêutica de Cingapura, anunciou que testes com um remédio fabricado por ela, o Rember, indicaram uma redução de 81% do declínio cerebral depois de 12 meses de medicação.

O remédio vem sendo utilizado contra a malária ao longo de cem anos, e agora ainda é preciso que as novas descobertas sejam confirmadas por mais testes para provar que ele pode reparar cérebros danificados. Mas, até agora, os resultados do Rember superaram os de medicamentos contra o mal de Alzheimer fabricados por farmacêuticas muito maiores.

Praticamente todos os grandes laboratórios e empresas de biotecnologia estão em busca de medicamentos capazes de reverter ou retardar o mal de Alzheimer. Vinte e seis milhões de pessoas em todo o mundo têm a doença, e outras 106 milhões poderiam desenvolvê-la até 2050. Qualquer tratamento que altere o curso da doença tornaria-se rapidamente um medicamento muito rentável.

Fontes:
Business Week - Rethinking Alzheimer's

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Léa Somonetti disse:

    Se pensarmos que a perda da capacidade mental no ser humano é sem dúvida uma situação que nos coloca diante da impotência ,pos sem a mente ,sem o dominío mental ,nada realizamos.Claro que um medicamento que venha a aplacar a devastadora situação mental que o Mal de Alzheimer realiza diante do processo de envelhecimento,e perda mental de cada ser sujeito a esse transtorno,devemos apenas parabenizar a Ciência.Entretanto resta saber quem terá acesso a esse medicamento? A grande camada da sociedade mais carente ,ou apenas ,um grupo reduzido que detém a qualidade de vida e o poder para os medicamentos tão caros ?Vamos acreditar no melhor do processo ,e esperar que mais um grande mal seja vencido em nossa sociedade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *