Início » Brasil » Há um suicídio no mundo a cada 40 segundos
SAÚDE

Há um suicídio no mundo a cada 40 segundos

No Brasil, uma pessoa morre a cada 45 minutos. O suicídio é a terceira principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos

Há um suicídio no mundo a cada 40 segundos
Dia Mundial da Prevenção do Suicídio é celebrado nesta segunda-feira, 10 (Foto: Wikimedia)

Há um suicídio a cada 45 minutos no Brasil. No mundo, a estatística é ainda pior, com uma morte a cada 40 segundos e uma tentativa a cada três segundos. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS) e foram divulgados pela Agência Brasil nesta segunda-feira, 10, quando é celebrado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, definido pela OMS.

Ao todo, ocorrem mais de 1 milhão de suicídios por ano em todo o mundo. Essa é uma das principais causas de morte entre jovens, de 15 a 29 anos. Como esforço para mudar isso, no Brasil o mês de setembro é conhecido como Setembro Amarelo – campanha nacional de prevenção ao suicídio.

“Esses números são altíssimos, mas nós sabemos que são falhos. Mesmo assim, são assustadores”, afirmou Antônio Geraldo da Silva, presidente da Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) e superintendente técnico da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em entrevista à Agência Brasil.

Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio é a terceira causa de morte. Já entre crianças de 10 a 14 anos, é a sétima causa de fatalidades. A prevenção é tida pelos especialistas como o melhor caminho. Segundo Silva, todas as pessoas que se suicidam têm algum tipo de transtorno mental.

“Os estudos mostram que 100% de quem se suicida têm uma doença mental. Os trabalhos mostram isso. Nem 100% de quem pensa em suicídio têm doença mental, mas 100% de quem suicida têm transtorno mental”, apontou.

Ao longo do mês de setembro, diferentes campanhas de setores públicos e privados da sociedade devem ser lançadas para alertar à necessidade de prevenção ao suicídio. A Apal deve lançar as suas iniciativas pelas redes sociais, alertando sobre a fatalidade e oferecendo apoio.

“Se a gente negar que a doença mental existe, como vai falar de suicídio, sabendo que 100% de quem suicida têm doença mental? […] É uma doença como outra qualquer. Não escolhe raça, cor, nada”, explicou o médico.

O psiquiatra Jorge Jaber, membro-fundador e associado da International Society of Addiction Medicine, especialista no tratamento de dependentes químicos, chamou a atenção para o fato que o uso de álcool e drogas é o segundo fator que leva ao aumento de suicídios, enquanto doenças psiquiátricas, como ansiedade e depressão, é o primeiro.

Em uma clínica onde atende dependentes químicos, o médico destacou que pelo menos 20% dos pacientes tentaram suicídio. Por isso, Jaber acredita que o trabalho de prevenção pode ser eficaz na luta contra o suicídio. Ademais, destacou que é importante dar atenção para todos os que cogitem tirar a própria vida.

“O fato de alguém que tenta suicídio ser escutado por cerca de 20 minutos pode impedir que ele tenha o impulso de cometer o ato. Ouvir o suicida salva a vida dele”, destacou.

 

Leia também: Mortes por overdose e suicídio subiram 80% nos EUA desde 2000
Leia também: Quando o suicídio pode ser notícia

Fontes:
Agência Brasil-A cada 40 segundos, há um suicídio no mundo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *