Início » Vida » Saúde » Mulheres ativas têm menor risco de sofrer degeneração mental na velhice
Pesquisa

Mulheres ativas têm menor risco de sofrer degeneração mental na velhice

"As pessoas muitas vezes separam a mente do corpo e esquecem que a atividade física na verdade é controlada pelo cérebro", disse a pesquisadora, Laura E. Middleton

Mulheres ativas têm menor risco de sofrer degeneração mental na velhice
O estudo avaliou cerca de 9,4 mil mulheres de 65 anos ou mais (Fonte: Boock)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mulheres que praticam exercícios físicos têm menos risco de degeneração mental, revela um estudo canadense do Sunnybrook Health Sciences Center. De acordo com a pesquisa, o benefício pode ser ainda maior para as mulheres que eram ativas na adolescência.

A pesquisa concluiu que apenas 8,5% das mulheres que praticavam exercícios na adolescência ficaram mentalmente debilitadas mais tarde, em comparação a 16,7% daquelas que foram sedentárias no mesmo período.

Cerca de 9,4 mil mulheres de 65 anos ou mais, participantes de um estudo sobre fraturas relacionadas à osteoporose, foram avaliadas. Elas foram questionadas sobre a prática de atividade física em diversos períodos da vida e tiveram sua função cognitiva avaliada.

“As pessoas muitas vezes separam a mente do corpo e esquecem que a atividade física na verdade é controlada pelo cérebro”, disse a chefe da pesquisa, Laura E. Middleton.

Leia mais:

Quanto custa uma casa digital?

Conheça as diferenças entre as principais doenças respiratórias

Fontes:
Folha.com - Jovem que pratica exercícios tem menos risco de sofrer degeneração mental na velhice

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *