Início » Economia » Internacional » Não engravidar é a solução para a epidemia de zika?
SAÚDE

Não engravidar é a solução para a epidemia de zika?

OMS é contra conselho dado por vários países da América Latina e do Caribe

Não engravidar é a solução para a epidemia de zika?
Cinco países da América Latina e do Caribe aconselharam o adiamento da gravidez (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

“Não engravidem.” Esta foi a orientação que autoridades em saúde de vários governos latino-americanos deram a mulheres por conta da ameaça do zika vírus. O conselho foi visto por muitos com desdém, principalmente vindo de lugares onde é difícil conseguir métodos anticoncepcionais e onde o aborto normalmente é ilegal.

Leia mais: Epidemia de zika vírus seria motivo para cancelar Olimpíadas?
Leia mais: El Salvador, um terreno fértil para o zika
Leia mais: OMS declara emergência mundial por zika vírus

Apesar de vários especialistas concordarem que adiar a gravidez pode funcionar, a estratégia não vai impedir, por exemplo, a síndrome de Guillain-Barré, doença neurológica que o Ministério da Saúde já associou ao zika vírus.

Cinco países da América Latina e do Caribe aconselharam o adiamento da gravidez por diferentes períodos de tempo. No Brasil, Claúdio Maierovitch, diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, aconselhou que as mulheres das regiões mais afetadas adiassem a gravidez por um período indeterminado, as autoridades do Equador fizeram o mesmo recentemente.

O ministro da Saúde colombiano, Alejandro Gaviria, pediu que as mulheres esperassem de seis a oito meses. A Jamaica, por sua vez, até o fim do ano. Já El Salvador, até 2018.

Considerando o fracasso de colocar um fim na dengue no Brasil, por exemplo, como as mulheres vão realmente saber quando vão teoricamente poder voltar a engravidar? Afinal, o mesmo mosquito é o causador da dengue, da febre amarela, da chikungunya e do zika vírus.

A OMS, por sua vez, não aprova a ideia de adiamento de gravidez. Em janeiro, a organização pediu que as mulheres fossem “cuidadosas” e que visitassem seus médicos antes de viajar para regiões afetadas. Mas não fez qualquer tipo de recomendação sobre adiar gravidezes nestes países.

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), por sua vez, disse que qualquer decisão de adiar uma gravidez é individual, entre a mulher, seu parceiro e seu médico.

 

 

Fontes:
The New York Times-Questioning an Approach to Zika Control: Delaying Pregnancy
O Estado de S.Paulo-ONU critica orientação de evitar gravidez por causa do zika

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. olbe disse:

    Esta tragédia é pior do que a de Mariana…e Mariana é uma GRANDE TRAGÉDIA. O Brasil não tem dinheiro nem para atender crianças normais imaginem atender estas crianças que precisam de pessoas especializadas em diferentes aspectos da sua saúde e devem ser atendidas assim que nascem…e por toda as suas vidas. Quem vai cuidar delas e quem vai cuidar desta mães que nunca mais poderão trabalhar. Está na hora de deixar de lado a opinião dos homens ( não são eles quem cuidam) e da igreja (será que a igreja vai abrigar estas mães e dar o que estas crianças precisam?) e deixar que cada mãe decida o que quer fazer com seu bebê, que pertence a ela. Ela deve decidir o que quer e deve ser respeitada. Já está acontecendo de mães no desespero abandonando estes bebês…É uma enorme tragédia e o governo ainda não mostrou uma atitude efetiva…está deixando pra depois do Carnaval e a crise aumentando a cada dia….Imaginem quantas pessoas estão desistindo de virem ao Brasil na Olimpíadas…

  2. helo disse:

    Até agora sempre só se ouviu como evitar acúmulo de água em pneus e pratinhos de planta. E qual é o larvicida que usa o governo? Qual o produto que é usado no fumacê pelas autoridades? Que produto pode ser posto em telhados para prevenir que na chuva o aedes deposite ovos? Por que nossa legislação não deixa que laboratórios do primeiro mundo tenham acesso ao aedes do Brasil? Concordo com Olbe, esta á a nossa maior tragédia.

  3. Roberto1776 disse:

    A OMS (desorganização mundial de saúde da suspeitíssima ONU) está certa. Que se ralem os zikados. Foram paridos por quem sabia das consequências. Não dá para acreditar que a OMS não aprova a ideia de adiamento de gravidez.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *