Início » Notícia » Nova vacina contra tuberculose pode salvar milhões de vidas
SAÚDE

Nova vacina contra tuberculose pode salvar milhões de vidas

Anualmente, cerca de 10 milhões de pessoas contraem tuberculose no mundo e 1,6 milhão morrem em decorrência da doença

Nova vacina contra tuberculose pode salvar milhões de vidas
A tuberculose superou a Aids como a doença infecciosa mais mortal do mundo (Foto: Erasmo Salomao/Ministério da Saúde)

No que pode ser um momento decisivo na luta contra a tuberculose, a doença infecciosa mais letal do mundo, uma nova vacina experimental conseguiu imunizar cerca de metade das pessoas que a receberam, relataram cientistas nesta última semana.

Embora uma taxa de sucesso de 50% não seja ideal – a taxa da vacina contra o sarampo, por exemplo, é de cerca de 98% – cerca de 10 milhões de pessoas contraem tuberculose a cada ano, e 1,6 milhão morrem em decorrência da doença.

Mesmo uma vacina parcialmente eficaz pode salvar milhões de vidas. Um ano atrás, quando os resultados preliminares dos testes da nova vacina foram divulgados, a Organização Mundial da Saúde (OMS) a chamou de “um grande avanço científico”.

Pesquisadores não envolvidos no desenvolvimento da vacina estavam entusiasmados com os resultados mais recentes, mas disseram que a vacina precisava ser estudada em mais pessoas e em diferentes populações.

“A vacina parece promissora e provavelmente melhor do que a nossa vacina centenária da BCG”, disse Mario C. Raviglione, especialista em saúde global da Universidade de Milão, que chefiou o programa global de tuberculose da OMS, de 2003 a 2017.

A BCG, que não é usada nos Estados Unidos, protege bebês contra alguns tipos de tuberculose, mas não protege adolescentes ou adultos contra a forma que ataca os pulmões, que é o tipo mais comum. Pacientes com tuberculose sofrem febres e suores noturnos, perda peso, tossem sangue e, se não forem tratados, acabam morrendo. Há cinco anos, a tuberculose superou a Aids como a doença infecciosa mais mortal do mundo.

A nova vacina, fabricada pela GSK e agora conhecida como M72 / AS01E, foi testada em cerca de 3.300 adultos no Quênia, África do Sul e Zâmbia. Todos eles já tinham tuberculose latente – uma infecção silenciosa que pode ou não progredir para tuberculose ativa. 

Daqueles que receberam duas doses da vacina GSK, apenas 13 desenvolveram tuberculose ativa durante três anos de acompanhamento, de acordo com o novo estudo publicado no The New England Journal of Medicine. Por outro lado, 26 dos que receberam placebo progrediram para tuberculose ativa.

Fontes:
The New York Times-New TB Vaccine Could Save Millions of Lives, Study Suggests

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Eli alfaia Ribeiro de Nhamunda disse:

    Muito bom saber essa notícia agora será que vao disponibilizar para nossos municípios …

  2. Eli alfaia Ribeiro de Nhamunda disse:

    Eu fico aguardando resposta porque tenho paciente que tá no segundo mês de tratamento e após ingerir o medicamentos refere muitas náusea e estenia…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *