Início » Notícia » O crescente impacto das doenças não contagiosas
OMS

O crescente impacto das doenças não contagiosas

Relatório da OMS revelou que um em cada três adultos no mundo sofre de hipertensão, e um em cada dez tem diabetes

O crescente impacto das doenças não contagiosas
Em alguns países africanos 50% dos adultos sofrem de hipertensão (Fonte: Reprodução/Getty Images)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um relatório anual da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado nesta semana revelou que um terço dos adultos em todo o mundo sofre de hipertensão, popularmente conhecida como pressão alta.

A hipertensão, um mal cada vez mais frequente, é responsável por cerca de metade de todas as mortes por derrame e problemas cardíacos.

Diabetes

Ainda de acordo com o relatório da OMS, a diabetes, outra doença que vem sendo diagnosticada com mais frequência, atinge um em cada dez adultos em todo o mundo.

A diretora geral da OMS, Margaret Chan, ressaltou que “este relatório oferece mais uma evidência do dramático aumento das condições que desencadeiam doenças de coração e outras doenças crônicas, particularmente nos países pobres e em desenvolvimento”.

Em seu relatório, a OMS faz um alerta para “o crescente impacto das doenças não contagiosas”, responsáveis atualmente por dois terços das mortes no mundo. Em alguns países africanos, destaca a organização, a situação é preocupante: 50% dos adultos têm hipertensão.

Excesso de peso

 

Esta foi a primeira vez que o estudo estatístico da OMS incluiu dados sobre os altos níveis de pressão sanguínea e da taxa de glicose no sangue referentes a 194 países.

Outra grande preocupação apontada no relatório é o excesso de peso. “Hoje, cerca de 500 milhões de pessoas (12% da população mundial) são consideradas obesas”, ressaltou o diretor do Departamento de Estatísticas Sanitárias e Sistemas da Informação da OMS, Ties Boerma.

Fontes:
Veja - Hipertensão atinge 1 em cada 3 adultos em todo mundo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Endrius Lopes disse:

    Tudo parte de sua alimentação , claro que existe fatores genéticos , pessoas propicias e terem determinada doença , mas a alimentação pesa mais na sua saúde . Com ” fast foods ” , salgados , doces e outras gostosuras mais , ingeridas em excesso , obviamente sua saúde não estará de perfeita , ela estará de acordo com sua bela alimentação ; exercícios físicos também ajudam , e muito .

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *