Início » Internacional » O lado positivo da ansiedade
PERSPECTIVA POSITIVA

O lado positivo da ansiedade

Em níveis mais moderados, a ansiedade pode ser uma mola propulsora que permite que as pessoas desenvolvam melhor o trabalho

O lado positivo da ansiedade
A sensação de desconforto provocada pela ansiedade pode ser encarada como uma excitação (Foto: Pixabay)

A ansiedade é uma doença psicológica que provoca medo em pessoas de várias idades, principalmente nos mais jovens. Ela é prejudicial, mas, segundo a psicóloga Alicia H. Clark, autora do livro Hack Your Anxiety: How to Make Anxiety Work for You in Life, Love, and All That You Do, há um outro lado pouco explorado.

A médica explica que a ansiedade severa, em altos níveis, é debilitante e extremamente prejudicial ao ser humano. No entanto, quando a doença aparece em níveis mais moderados, ela pode ser uma mola propulsora, sendo um caminho para que as pessoas consigam desenvolver melhor o trabalho.

Para explicar, Alicia Clark usa como exemplo a aceleração do coração na hora de se candidatar a um novo emprego. A psicóloga explica que a sensação de desconforto pode ser encarada como uma excitação, motivando o candidato, em vez de afastá-lo da oportunidade.

Clark cita ainda que, tanto novas técnicas da neurociência, quanto a filosofia antiga do evolucionista Charles Darwin apontam nessa direção. De acordo com um estudo da Universidade de Winsconsin, de 2012, a forma que as pessoas pensam na ansiedade e no estresse, muda a forma de encara-los.

“Nossas mentes não são observadores passivos simplesmente percebendo a realidade. […] Nossas mentes realmente mudam a realidade. Em outras palavras, a realidade que vamos experimentar amanhã é, em parte, um produto das mentalidades que temos hoje”, explicou a pesquisadora Alia Crum, da Universidade de Stanford.

Por isso, Alicia Clark listou dicas para ajudar pessoas moderadamente ansiosas a lidarem melhor com a doença, encarando-a de uma forma mais positiva. Para a psicóloga, o ideal é encarar a ansiedade como um sinal de que algo precisa ser resolvido, assim como o choro de uma criança. “Assim como você tenta descobrir por que o bebê está chorando e resolver, você deve trabalhar para determinar o que sua ansiedade está tentando lhe dizer”, escreveu Clark.

Um estudo publicado em agosto deste ano, da Universidade de Illinois, confirmou que uma atitude positiva pode influenciar a capacidade do cérebro humano em lidar com o desconforto. Por isso, Clark sugere que as pessoas canalizem a ansiedade para lidar com o desconforto. “Apavorado em sair naquele primeiro encontro? Considere que seu coração está batendo rápido com a possibilidade de ir bem”, explicou.

Por fim, Clark defende que uma quantidade moderada de ansiedade é essencial, destacando que sociopatas tendem a não enfrentar esse problema. Ademais, lembra que um estudo alemão de 2017 destaca que o entendimento da motivação da ansiedade pode ajudar a pessoa a prosperar.

“A ansiedade de cumprir um prazo, por exemplo, pode alimentar o foco e a energia de que precisamos para enfrentá-lo, especialmente quando estamos cansados ​​e propensos à distração. Ansiedade nos mantém atentos e focados. Em nossas vidas barulhentas e ocupadas, muitas vezes é simplesmente uma chamada para prestar atenção à coisa que precisa da nossa atenção”, afirmou a psicóloga.

 

Leia também: Perfume de lavanda reduz a ansiedade e estresse
Leia também: Quando a ansiedade se torna um transtorno

Fontes:
The New York Times-How to Harness Your Anxiety

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *