Início » Notícia » O vinho realmente é mais saudável que a cerveja?
ESTUDO

O vinho realmente é mais saudável que a cerveja?

Novos estudos apontam que a cerveja, assim como o vinho tinto, tem efeitos benéficos na prevenção de doenças cardiovasculares

O vinho realmente é mais saudável que a cerveja?
Ainda é cedo para afirmar que uma bebida alcoólica, seja vinho ou cerveja, é benéfica à saúde (Foto: Arthur Caranta/Flickr)

Na década de 1980, pesquisadores notaram que os franceses, apesar de uma alimentação rica em gordura saturada, tinham pouca incidência de doenças cardiovasculares e morte precoce. Alguns chamaram essa característica peculiar de “paradoxo francês” e começaram a estudar o que os protegia de doenças típicas de uma alimentação com excesso de gordura. Por fim, o hábito de beber vinho às refeições foi a explicação encontrada.  

O consumo de vinho é um costume tradicional dos povos do Mediterrâneo, que têm taxas baixas de doenças cardiovasculares. Em 1992, um estudo publicado na revista científica The Lancet apontou que o consumo moderado de vinho podia evitar o endurecimento e estreitamento das artérias. Esse efeito benéfico devia-se à presença das substâncias polifenol e resveratrol encontradas em uvas escuras. O vinho tinto tem uma concentração maior de resveratrol do que o branco.

Em 2006, uma pesquisa sobre compras de supermercado na Dinamarca indicou que as pessoas que compravam vinho também compravam mais frutas, vegetais e outros alimentos saudáveis ​​do que os consumidores de cerveja. Os autores da pesquisa concluíram, então, que os hábitos alimentares saudáveis aumentavam os efeitos benéficos  do vinho. 

Porém, pesquisas mais recentes indicaram que o consumo moderado de cerveja, ou seja, um copo por dia para mulheres e dois para homens, tinha os mesmos efeitos de prevenção de doenças cardiovasculares de uma quantidade igual de vinho.  

Demosthenes Panagiotakos, professor do Departamento de Nutrição e Dietética da Universidade Harokopio, na Grécia, estudou os efeitos do consumo de vinho e de cerveja por longos períodos em doenças coronarianas. Em sua opinião, os efeitos são semelhantes.

Segundo novos estudos, alguns tipos de cerveja são ainda mais saudáveis ​​do que o vinho tinto. Um artigo publicado em 2016 no periódico Journal of Wine Economics analisou os hábitos de consumo de 30 mil americanos. Após examinar o tipo de alimentação, estilo de vida, nível de estresse e outras variáveis, o estudo constatou que o número de casos de doenças cardiovasculares e diabetes melito era menor entre os que bebiam cerveja artesanal.

O consumo de cerveja “macro”, termo atribuído a cervejas industrializadas, teve um efeito menos benéfico na prevenção dessas doenças.

De acordo com Michael McCullough, professor de agronegócios da Universidade Estadual Politécnica da Califórnia e um dos autores do artigo, a cerveja artesanal não passa por um processo de pasteurização e, portanto, contém mais substâncias saudáveis do que as industrializadas.

Mas ainda é cedo para afirmar que uma bebida alcoólica, seja vinho ou cerveja, é benéfica à saúde. Por enquanto, fica a polêmica e o conselho de consumo moderado.

Embora ainda seja possível que um tipo de álcool seja mais saudável que outro, é muito cedo para coroar um campeão. Para quem prefere cerveja a vinho, não há razão para despejar sua amada espuma.

Fontes:
Time-Is Wine Really Healthier Than Beer?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *