Início » Vida » Saúde » Quase 40% dos europeus sofrem de transtornos mentais
Novo estudo

Quase 40% dos europeus sofrem de transtornos mentais

Estudo foi feito ao longo de três anos em 30 países europeus

Quase 40% dos europeus sofrem de transtornos mentais
Mais de 160 milhões de europeus sofrem de uma desordem cerebral (Fonte: Reprodução/Health Informer)

Um grande estudo publicado nesta segunda-feira, 5, revelou o impressionante dado de que 38% dos europeus — ou cerca de 165 milhões de pessoas — sofrem de uma desordem cerebral como depressão, ansiedade, insônia, ou demência.

Leia também: Bullying no trabalho pode afetar a produtividade do funcionário
Leia também: Apenas acredite que sua saúde melhorou

O estudo, liderado por Ulrich Wittchen, diretor do Instituto de Psicologia Clínica e Psicoterapia da Universidade de Dresden, na Alemanha, foi feito ao longo de três anos em 30 países europeus — os 27 da União Europeia mais a Suíça, Islândia e Noruega — e envolveu um contingente de 514 milhões de pessoas.

Custos econômicos e sociais

Um outro dado impressionante é que apenas cerca de um terço dos casos recebe o tratamento ou a medicação necessária para os transtornos mentais. 

“Os transtornos mentais se tornaram o maior desafio para a saúde da Europa do século XXI”, afirmam os autores do estudo.

Essas doenças implicam custos econômicos e sociais calculados em centenas de milhões de euros, uma vez que as pessoas afetadas muitas vezes se tornam incapazes de trabalhar e são prejudicadas em seus relacionamentos.

Fontes:
O Globo - Cerca de 40% dos europeus sofrem de algum transtorno mental, mostra estudo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. julio Spínola disse:

    BULLYNG NO TRABALHO, TEM NOME E LEI PARA PUNI-LO NO BRASIL.
    CHAMA-SE LEI DE ASSÉDIO MORAL.
    APLIQUEM-NAS!!!!

  2. tuttygualberto disse:

    Agora que descobriram isso? Nós, brasileiros já sabemos destes disturbios dos europeus, principalmete a demencia desde 1500.

  3. Regina Caldas disse:

    Uma taxa assustadora! Será que os dados levantados por este cientista estão corretos? Será que neste levantamento ele faz a divisão por países? Pois é provável que uma parte considerável destes doentes venham de países que estiveram sob a Cortina de Ferro. Só assim se justifica uma taxa tão elevada de doentes mentais.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *