Início » Vida » Saúde » Remédio pode provocar doença cardíaca
Oesteoporose

Remédio pode provocar doença cardíaca

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Segundo pesquisadores americanos, pacientes tratados com as drogas alendronato e ácido zoledrónico, indicadas para desaceleração do avanço da osteoporose, podem desenvolver fibrilação atrial, uma doença cardíaca grave.

As pessoas tratadas com estes medicamentos têm duas vezes mais chances de ter problemas cardíacos desse tipo, responsável por fazer com que os batimentos do coração fiquem irregulares.

Segundo a Associação Americana do Coração, cerca de 15% dos derrames ocorrem em pessoas com fibrilação atrial. No total, 2,2 milhões de americanos têm esse tipo de arritmia.

Fontes:
Veja - Remédio para osteoporose prejudica o coração

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. EDVALDOTAVARES disse:

    FALA BIOQUÍMICA INADEQUADA CAUSA DISTÚRBIOS. Com o emprego de linguagem metafórica faço este comentário da minha visão médica sobre os efeitos colaterais, responsáveis pelas disfunções cardíacas, observadas em pacientes submetidos aos alendronato e ácido zoledrônico durante o tratamento da osteoporose. Este tratamento, visto como raio de esperança para frear a marcha progressiva da doença, nada mais é do que uma conversa bioquímica entabulada por drogas introduzidas no organismo – assim podem ser consideradas todas as ações das drogas farmacológicas. Quando no interior do corpo, equivalem a uma arma promovendo um tiroteio sem controle, distribuindo balas perdidas para todos os lados ou, para melhor entendimento, para todos os órgãos. Como sempre, as dosagens medicamentosas são exageradas quando em ambiente orgânico exigente de nanodosagens. Logo, órgãos sadios, em perfeito funcionamento, têm a sua ação, desta maneira, desorganizada. O que quer dizer que a conversa bioquímica, em ambiente orgânico extremamente sutil, que convenceria, com calma, em tom adequado e pausado, somente os órgãos que apresentassem distúrbios de funcionamento, ocorre aos gritos, em plena balbúrdia, desarmonizando os demais órgãos, fazendo agravar a doença do indivíduo. BRASIL ACIMA DE TUDO! EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

  2. EDVALDOTAVARES disse:

    REMÉDIO – VENENO QUE ÀS VEZES CURA. O Premarin, medicamento popularmente conhecido que tem como princípio ativo o estrogênio extraído da urina de éguas grávidas, empregado no alívio dos sintomas da menopausa, aumenta o risco de surgimento do câncer de útero. Este medicamento também é prescrito na prevenção e controle da osteoporose associada a outros sinais e sintomas da menopausa. Estudos registram doenças cardíacas, coágulos sanguíneos e outros efeitos colaterais desagradáveis. Não existe a panacéia, do grego panákeia, remédio para todos os males. O uso de drogas medicamentosas para a prevenção ou cura de doenças implica na avaliação de risco calculado e somente devem ser empregadas como medida de exceção. BRASIL ACIMA DE TUDO! EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *