Início » Vida » Saúde » Tabaco pode ser usado para combater HIV
Prevenção

Tabaco pode ser usado para combater HIV

Esta é a primeira vez que cientistas europeus são autorizados a fazer teste de comparação de placebo com uma droga produzida por meio de biotecnologia

Tabaco pode ser usado para combater HIV
Plantação de fumo geneticamente modificada pode ser futuro de biotecnologia (Reprodução/CityBrazil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um tabaco geneticamente modificado pode ser usado para prevenir a transmissão do vírus HIV, revelou uma pesquisa divulgada na última terça-feira, 19. Esta é a primeira vez que cientistas europeus são autorizados a utilizar biotecnologia em um ensaio clínico — teste de comparação de uma medicação com o placebo.

Leia também: ONU quer eliminar Aids até 2020
Leia também: O fim da Aids?
Leia também: Elizabeth Taylor deixa fundos para o combate à Aids
 

Atualmente, essas drogas caras são produzidas em culturas de células dentro de tanques de aço inoxidável. Os cientistas acreditam, no entanto, que os medicamentos feitos a partir de proteínas podem ser produzidos de forma mais eficiente e barata dentro de plantações geneticamente modificadas, em comparação com os sistemas tradicionais da indústria.

Metodologia

Após o aval dos reguladores, o anticorpo está sendo testado em 11 mulheres saudáveis da Grã-Bretanha. A droga foi projetada para ser usada como microbicida vaginal a fim de evitar a transmissão do HIV durante o sexo. Caso a primeira fase seja bem-sucedida, os pesquisadores preveem combinar um novo anticorpo (P2G12) na droga para oferecer uma proteção maior contra o vírus.

O ensaio clínico é um marco para o projeto Pharma-Planta, lançado em 2004 com 12 milhões de euros financiados pela União Europeia.

Fontes:
Reuters - Remédio anti-HIV feito com tabaco começa a ser testado

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. David disse:

    Seria apenas mais uma forma de prevenir…para o combate ainda falta estudos…

  2. RJMAGAL disse:

    O prezado David (de São Gonçalo, Rio de Janeiro)já teria ouvido que, não apenas em matéria de saúde, mas, em tudo na vida: Prevenir é melhor do que remediar?

  3. George da Silveira disse:

    É RJMAGAL de início eu fiquei meio incafifado com esta reportagem, mas você disse tudo.
    Me lembrei do vírus herpes. Não tem cura, mas podemos controlar algumas de suas formas mais simples.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *