Início » Vida » Ciência » Tabagismo pode ser culpado por outras doenças, diz estudo
Tabagismo

Tabagismo pode ser culpado por outras doenças, diz estudo

Antes do estudo, o tabagismo já era responsabilizado pelas mortes de quase meio milhão de pessoas por ano no país

Tabagismo pode ser culpado por outras doenças, diz estudo
Cerca de 42 milhões de americanos fumam (Reprodução/Karsten Moran/The New York Times)

Um novo estudo acrescentou pelo menos cinco doenças e 60.000 à taxa de mortes por ano pelo tabaco nos Estados Unidos. Antes do estudo, o tabagismo já era responsabilizado pelas mortes de quase meio milhão de pessoas por ano no país, a partir de 21 doenças, incluindo 12 tipos de câncer.

As novas descobertas são baseadas em dados de saúde de quase um milhão de pessoas que foram acompanhados por 10 anos. Além dos já conhecidos riscos de câncer de pulmão, doença arterial, ataques cardíacos, acidente vascular cerebral e doença pulmonar crônica, os pesquisadores descobriram que o tabagismo também está ligado ao aumento significativo dos riscos de infecção, doença renal, doença intestinal causada pelo fluxo sanguíneo inadequado, além de doenças do coração e do pulmão, que não eram previamente atribuídas ao fumo.

Mesmo que as pessoas já sejam bombardeadas com mensagens sobre os perigos do tabagismo, os pesquisadores dizem que isso é importante para deixar o público saber que ainda há mais más notícias.”A epidemia de tabagismo ainda está em curso, e há uma necessidade de avaliar como o tabagismo está nos prejudicando como sociedade, para apoiar os médicos e formular políticas na área da saúde pública”, disse Brian D. Carter, epidemiologista da Sociedade Americana do Câncer, e o primeiro autor de um artigo sobre o estudo, que aparece na publicação New England Journal of Medicine.

De acordo com o Centros para Controle e Prevenção de Doenças, cerca de 42 milhões de americanos fumam. A pesquisa mostrou que as taxas de mortalidade são de duas a três vezes maiores em fumantes do que em pessoas que nunca fumaram, e que, em média, eles morrem mais de uma década antes do que os não fumantes. A probabilidade de um fumante morrer de câncer de pulmão é 20 vezes maior do que a de um não fumante. Além disso, as pessoas pobres e com menos educação formal são os mais propensos a fumar.

O grupo de participantes era formado por 421.378 homens e  532.651 mulheres,  de 55 anos ou mais, incluindo 89 mil fumantes atuais. Como esperado, as taxas de mortalidade foram maiores entre os fumantes. Mas as doenças conhecidas por serem causadas pelo tabaco responderam por apenas 83% das mortes em fumantes. A pesquisa, que foi paga pela Sociedade Americana do Câncer, contou com a análise de cientistas de quatro universidades e do Instituto Nacional do Câncer.

Analisando as mortes entre os participantes de 2000 a 2011, os pesquisadores descobriram que, em comparação com pessoas que nunca fumaram, fumantes são duas vezes mais propensos a morrer de infecções, doenças renais, doenças respiratórias, que não eram previamente relacionadas com o tabaco, e cardiopatia hipertensiva, em que a pressão arterial elevada leva à insuficiência cardíaca. Além disso, os fumantes também têm seis vezes mais probabilidade de morrer de uma doença rara causada pelo fluxo insuficiente de sangue para o intestino.

 

Fontes:
The New York Times-Smoking’s Toll on Health Is Even Worse Than Previously Thought, a Study Finds

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *