Início » Vida » Ciência » Vacina contra malária recebe parecer favorável de agência europeia
Saúde

Vacina contra malária recebe parecer favorável de agência europeia

Desenvolvida pela GSK e financiada pela Fundação Gates, pretende-se que seu uso seja em áreas onde a malária é regularmente encontrada

Vacina contra malária recebe parecer favorável de agência europeia
Vetor da malária (Foto: Wikimedia)

Pela primeira vez, uma vacina contra a malária, a Mosquirix, do laboratório GlaxoSmithKline (GSK), recebeu um parecer científico favorável para uso fora da União Europeia. O sinal verde dado pelo Comitê de Produtos Medicinais para Uso Humano da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) na última quinta-feira, 23, conclui o processo de análise científica considerado um pré-requisito para a comercialização da vacina na África subsaariana, que concentra a maior parte das vítimas da doença.

Mas a eventual implantação da vacina ainda depende de uma série de decisões pelas partes interessadas, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os governos individuais na África subsaariana, e a GAVI Alliance, que deve subsidiar os programas de imunização. A OMS deve anunciar suas recomendações até novembro deste ano.

Pretende-se que a vacina seja destinada a áreas onde a malária é regularmente encontrada, para a imunização ativa de crianças entre 6 semanas e 17 meses. Depois de décadas de pesquisa em vacinas contra a malária, o Mosquirix é a primeira vacina contra a doença a ser avaliada por uma agência reguladora.

A Mosquirix foi parcialmente financiada pela Fundação de Bill e Melinda Gates e custou mais de US$ 565 milhões até agora. Entretanto, a empresa não revelou o preço do produto que será colocado no mercado, apesar de prometer que a GSK não venderá o produto com fins de lucro.

No total, a OMS estima que 584 mil pessoas morram por ano por causa da malária, com grande parte das vítimas sendo crianças africanas. Em 2013, 627 mil pessoas morreram por conta da doença, sendo que 562 mil desses casos aconteceram na África, principalmente, entre crianças abaixo dos cinco anos (82%).

 

Fontes:
The Guardian-First malaria vaccine given green light by European regulators
O Estado de S. Paulo-1ª vacina contra malária ganha sinal verde de agência europeia
The Wall Street Journal-GlaxoSmithKline’s Malaria Vaccine Clears Final Scientific Hurdle
European Medicines Agency-First malaria vaccine receives positive scientific opinion from EMA

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *