Início » Internacional » ‘Vovós do Boxe’ sul-africanas na luta pela boa forma
LONGEVIDADE

‘Vovós do Boxe’ sul-africanas na luta pela boa forma

Conheça o programa ‘Boxing Grannies’, no qual idosas sul-africanas praticam boxe para aprimorar a saúde

‘Vovós do Boxe’ sul-africanas na luta pela boa forma
Interações sociais podem ser tão importantes quanto dieta (Foto: Twitter/Boxing Grannies)

Com idades entre 62 e 80 anos, elas adoram dançar e cantar. No entanto, duas vezes por semana, elas fazem uma atividade um pouco inusitada para a faixa etária: elas praticam boxe.

Elas vão para uma academia em Cosmo City, nos arredores de Joanesburgo, para o programa “Boxing Grannies” (Vovós do Boxe, em tradução livre). Essas mulheres sul-africanas estão lutando por uma vida mais saudável.

“Minha vida estava ligada e desligada, você sabe – às vezes boa, às vezes ruim”, disse Constance Ngubane, de 80 anos, que vem participando do programa Boxing Gogos (outro nome para “avó” na África do Sul) desde 2014. “Mas desde que eu comecei a lutar boxe… eu me sinto jovem, como se eu tivesse 16 anos. Mas eu não tenho 16 anos, tenho 80 anos!”.

Para essas mulheres, o boxe é tanto uma atividade social quanto física, e é essa combinação que pode aumentar os benefícios do exercício. Um estudo da Mayo Clinic descobriu que atividades físicas com mais interação social estavam associadas a uma vida mais longa.

“Adoro me misturar com as outras vovós”, disse Ngubane. “Elas são como família”.

O aspecto social da longevidade há muito fascina os pesquisadores, ganhando atenção ao lado de dados mensuráveis mais tangíveis, como dieta e exercícios.

“O que estamos começando a perceber é que não é apenas comida e exercício, o que é importante. O mundo social em que vivemos é realmente importante”, disse Sarah Harper, professora de gerontologia do Instituto Oxford de Envelhecimento da População.

“Conectividade social com os próprios colegas, com uma família, entre gerações – sabemos que, em muitos aspectos, isso pode ter quase o mesmo efeito que viver uma boa vida, comer bem, não fumar e não beber muito álcool. Muita pesquisa está agora olhando para as relações sociais e como as redes sociais, como evitar a solidão, por exemplo, podem ajudar alguém a viver uma vida mais longa”.

A academia de Cosmo City ajudou a preencher um vazio para a comunidade de idosos lá, mantendo-os ativos e motivados. Com metade da idade das mulheres que ele treina, Claude Maphosa também está recebendo lições de vida, talvez ganhando tanto – se não mais – das vovós como elas estão ganhando de sua academia.

“O que eu aprendi com essas vovós é que você tem de ter paciência, perseverança e ser disciplinado”, disse ele. “Aprendi muito sobre a vida e o caminho da saúde. Encoraja-me a seguir em frente”.

Fontes:
CNN-South Africa's 'boxing grannies' juke and jab their way to healthier lives

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *