Início » Internacional » China bloqueará acesso à internet via VPNs em 2018
CENSURA

China bloqueará acesso à internet via VPNs em 2018

Medida fechará lacuna na censura do país que permitia à população acessar sites como Facebook e Twitter

China bloqueará acesso à internet via VPNs em 2018
A tecnologia das VPNs é largamente utilizada no país para driblar a censura (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo da China bloqueará o acesso à internet por meio de redes privadas virtuais (VPNs) no país, informou a agência de notícias americana Bloomberg. A medida fecha a principal porta de acesso à internet global na China, que tem uma das censuras mais rígidas do mundo.

De acordo com a Bloomberg, o governo chinês determinou que as três empresas de telecomunicações do país – as estatais China Mobile, China Unicom e China Telecom – bloqueassem completamente o acesso a VPNs a partir de fevereiro de 2018.

A tecnologia das VPNs é largamente utilizada no país para driblar a “Grande Firewall da China”, que bloqueia da população chinesa à rede global. Com as redes privadas, é possível acessar sites como Google, Facebook e Twitter sem filtros do governo chinês.

A medida é parte de uma série de ações do governo do presidente Xi Jinping para “limpar” a internet de conexões não autorizadas, o chamado plano de “soberania cibernética”.  No início do ano, o ministro da Indústria e das Tecnologias da Informação chinês já havia confirmado que todas as VPNs precisariam de uma aprovação do governo para poder operar no país.

Ainda não está claro como a decisão afetará as multinacionais que operam na China. Essas empresas utilizam as VPNs para garantir a proteção de seus dados e o acesso às redes internas. “As VPNs são incrivelmente importantes para as empresas que tentam ter acesso a serviços globais fora da China”, disse Jake Parker, vice-presidente do Conselho Empresarial EUA-China, em Pequim.

Segundo a Bloomberg, essas empresas poderão usar linhas alugadas para acessar a rede internacional, mas precisarão registrar o uso de tais serviços para que seja mantido um histórico.

O governo chinês já bloqueia algumas VPNs no país desde 2015, mas, caso a medida seja confirmada oficialmente, todas elas terão acesso interditado a partir de 2018.

Fontes:
The Guardian-China moves to block internet VPNs from 2018
Bloomberg-China Tells Carriers to Block Access to Personal VPNs by February

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *