Início » Internacional » Coreia do Sul se torna o 1º país a oferecer tecnologia 5G
INTERNET

Coreia do Sul se torna o 1º país a oferecer tecnologia 5G

Espera-se que a quinta geração da internet permita novos serviços, como a expansão da Inteligência Artificial e a aplicação da Internet das Coisas

Coreia do Sul se torna o 1º país a oferecer tecnologia 5G
Estima-se que as redes 5G sejam até 20 vezes mais rápidas do que a 4G (Foto: Divulgação/SK Telecom)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Três operadoras da Coreia do Sul lançaram, na noite da última quarta-feira, 3, o primeiro serviço de internet 5G – quinta geração –, em âmbito nacional, do mundo. No entanto, o serviço ainda está limitado a poucas pessoas, sendo habilitado completamente na próxima sexta-feira, 5.

Paralelamente às sul-coreanas, a americana Verizon Communications também lançou o serviço, mas apenas em duas cidades dos Estados Unidos – Minneapolis e Chicago.

Espera-se que a quinta geração da internet permita novos serviços, como a expansão da Inteligência Artificial e a aplicação da Internet das Coisas – que vai permitir uma maior integração entre as máquinas. Estima-se que as redes 5G sejam até 20 vezes mais rápidas do que a 4G.

Apesar da Coreia do Sul ter lançado o serviço, ele só será liberado para todos os sul-coreanos na próxima sexta-feira, data na qual o Galaxy S10 5G, da Samsung, será lançado no país. O smartphone é o primeiro do mundo a ter capacidade para lidar com a tecnologia. A LG vai apresentar o modelo V50s, também capacitado ao 5G, nas próximas semanas.

Anteriormente, as operadoras KT, SK Telecom e LG UPlus iriam lançar o serviço apenas na sexta-feira. No entanto, os rumores de que a Verizon iria estrear a tecnologia na última quarta-feira, fizeram com que as empresas antecipassem o lançamento.

“A empresa lançou sua rede 5G em áreas concentradas de tráfego de dados, incluindo 85 cidades em todo o país (Seul, seis cidades metropolitanas, etc.), distritos universitários, KTX, estádios esportivos, vias expressas, linhas de metrô (Seul e Seul Metropolitana) e praias”, revelou a SK Telecom, maior empresa de telefonia da Coreia do Sul, através de um comunicado.

Para o segundo semestre de 2019, a companhia espera expandir o serviço para todos os metrôs do país, parques nacionais e locais nos quais são realizados festivais. De acordo com a Global System for Mobile Communications, as redes 5G podem render lucros de até US$ 565 bilhões à economia mundial.

“A tecnologia 5G terá pouco efeito no setor inicialmente, mas será mais difundida em três anos, trazendo mudanças para a indústria do entretenimento com mais realidade virtual e ajudará a promover a IA e a condução autônoma até 2025”, avaliou Kim Young-woo, analista da SK Investment & Securities.

Guerra tecnológica

Enquanto os olhos do mundo estavam voltados para a disputa internacional da empresa chinesa Huawei, as companhias sul-coreanas lançaram o seu serviço 5G. Agora, elas esperam que a antecipação do lançamento impulsione-as para alcançar o mercado mundial. A Huawei segue lidando com resistência de governos estrangeiros e acusações de espionagem para o governo da China.

O momento para isso é ainda este ano. Porque, segundo analistas, é provável que a Coreia do Sul continue liderando o mercado de internet 5G em 2019 e 2020, mas deverá ser ultrapassado por outros países – EUA, China e Japão – em breve.

Leia também: A corrida pela tecnologia 5G

Leia também: Internet 5G vai permitir cidades inteligentes em 2020

Fontes:
Financial Times-South Korea set to transform telecoms with nationwide 5G launch
G1-Coreia do Sul antecipa lançamento da rede 5G e é 1º país a oferecer a tecnologia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. André Vinícius Vieites disse:

    Eiii cara pálida e os questionamentos? Qual o destino de pessoas que ficarão desempregadas? Como as organizações estão se preparando para essa nova realidade? Como será tratada a liderança e o relacionamento entre pessoas e robôs nas organizações? E no nosso cotidiano? Vão ficar perguntando para o Kim ou para o Trump…Está bem mais complicado.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *