Início » Vida » Comportamento » Índia quer ação do WhatsApp contra fake news
BOATOS NA PLATAFORMA

Índia quer ação do WhatsApp contra fake news

Pelo menos 20 pessoas já foram mortas por causa de boatos compartilhados pelo aplicativo

Índia quer ação do WhatsApp contra fake news
Governo indiano deve se reunir com representantes de mídias sociais em breve (Foto: PxHere)

O governo da Índia quer que o WhatsApp atue para reprimir as fake news divulgadas em sua plataforma, que tem provocado uma onda de violência e linchamentos no país. Pelo menos 20 pessoas já foram mortas e outras ficaram feridas por causa de boatos compartilhados pelo aplicativo.

“O WhatsApp deve tomar medidas imediatas para acabar com essa ameaça e garantir que sua plataforma não seja usada para tais atividades maléficas”, afirma o comunicado do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação da Índia, divulgado na última terça-feira, 3. Atualmente, o WhatsApp tem mais de 200 milhões de usuários no país.

As mensagens falsas que circulam pela plataforma afirmam que traficantes chegaram ao do estado de Gujarat para sequestrar e vender crianças. Envoltos pelo medo, os indianos acabam focando em pessoas que chegaram recentemente ao local, partindo para a agressão. A maioria das agressões ocorre em aldeias rurais.

“Enquanto a Lei e o mecanismo de ordem estão tomando medidas para apreender os culpados, o abuso de plataformas, como o WhatsApp, para a circulação de tal conteúdo provocativo é igualmente uma questão de profunda preocupação”, destaca o ministério indiano.

Segundo o jornal Indian Express, o governo indiano deve fazer, em breve, uma reunião com representantes do Facebook, WhatsApp e do Twitter para debater questões de informações, imagens e vídeos falsos, que se tornam cada vez mais comuns.

De acordo com o BuzzFeed News, o WhatsApp encaminhou uma carta ao governo indiano respondendo à sua solicitação. No comunicado, a plataforma social afirmou que está “horrorizada com estes atos de violência”. Ademais, o aplicativo apontou algumas das suas últimas atualizações, como o maior controle de conteúdo dos administradores de grupos, como forma de coibir a divulgação de fake news.

“Acreditamos que as falsas notícias, a desinformação e a disseminação de fraudes são questões mais bem abordadas coletivamente: pelo governo, sociedade civil e empresas de tecnologia trabalhando juntas”, explicou a carta do WhatsApp.

Além disso, segundo a CNN, o WhatsApp também vai testar um novo recurso que pode coibir as fake news, apontando ao usuário quando uma mensagem for encaminhada por outra pessoa, não elaborada por quem repassou.

 

Leia também: A aplicação de IA no combate das fake news
Leia também: Fake News: quando as imagens mentem
Leia também: Como escapar da mentira na era da desinformação

Fontes:
Independent-WhatsApp must act over hoax messages that are leaving people dead, Indian government says

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *