Início » Vida » Tecnologia » Militares inovam com tecnologia do setor privado
Desenvolvimento

Militares inovam com tecnologia do setor privado

Militares inovam com tecnologia do setor privado
Fonte: Economist

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A internet, os computadores e as inúmeras tecnologias de uso comum tiveram sua origem como equipamentos de uso militar. As forças armadas sempre trouxeram inovações tecnológicas, mas agora elas estão sendo feitas no setor privado e depois indo para as mãos dos militares.

O console de videogame Playstation 3, por exemplo, está sendo usado pelos militares norte-americanos para construir um supercomputador. O controle de outro videogame, o Xbox 360, está sendo usado para controlar robôs e aviões.

A tendência pode ser benéfica. O supercomputador criado a partir de 2,2 mil Playstations 3, vai custar um décimo de um supercomputador convencional. O gasto global dos militares é de US$ 1,5 trilhão por ano, bem superior à venda de aparelhos eletrônicos, que soma US$ 700 bilhões. No entanto, o gasto das empresas privadas em desenvolvimento é muito superior, algo do que os militares podem agora se aproveitar.

Fontes:
Economist - Innovation: The military-consumer complex

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Pedro Brita disse:

    Isto não chega a ser uma novidade. Desde quando os consoles dos games estão fora da mira dos militares? Desde nunca. Vou citar apenas um fato; quando Saddam Hussein quis adquirir computadores mais sofisticados, os americanos no alto da sua conhecida arrogância negaram a autorização para uma das empresas dos EUA venderem para ele. O que fizeram então os técnicos militares iraquianos? Choraram? Espernearam? Não! Compraram os consoles de videogames mais sofisticados da época e utilizaram os processadores para rodar os softwares militares. O que se pode afirmar é que os militares americanos aprenderam com os militares iraquianos. Os babilônicos existem muito antes dos americanos, sabedoria não se encontra nas prateleiras. Por isso também meteram bombas neles.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *