Início » Economia » Internacional » O trem-bala avança na França
investimento em transporte

O trem-bala avança na França

Obra monumental de trem-bala promete ligar Tours e Bourdeaux, na França, em cerca de duas horas

O trem-bala avança na França
Simulação do trem é um grande investimento do governo francês e parcerias privadas (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A França está avançando com a extensão de sua rede de linhas de trens de alta velocidade. O maior dos três projetos atualmente em execução é a nova linha entre Tours e Bordeaux, na costa do Atlântico. Hoje em dia é possível chegar de Paris a Bordeaux de trem em pouco mais de três horas, quando o projeto estiver concluído, esse tempo diminuirá em uma hora.

Há 302 quilômetros de trilhos a serem instalados, além de outros 38 km de conexões à rede existente. Eles estão construindo 24 aquedutos sobre rios e vales, bem como pontes, passagens subterrâneas (uma com quase dois quilômetros de comprimento), trevos e outros. A transferência de terra está sendo feita em uma escala monumental: quatro vezes a terra escavada do túnel do Canal da Mancha está sendo removida nesse projeto. As obras estão concentradas próximas à autoestrada A10.

Frotas de equipamentos pesados se alternam ao longo da rota, sendo que toneladas de lastro foram instaladas previamente. Como choveu muito no último ano e meio, as árvores estão cercadas por água.

Apesar disso, o projeto de US$ 10, 6 bilhões está dentro do prazo e do orçamento, afirma Xavier Neuschwander, presidente da COSEA, a entidade de propósito especial criada para construir a ferrovia pela Vinci, uma grande empreiteira francesa. A COSEA tem todas as razões para progredir rapidamente; outra entidade criada pela Vinci fechou um contrato para administrar a ferrovia até 2061, e uma terceira para cuidar da manutenção. A Vinci começa a ganhar dinheiro, e para de gastá-lo, assim que os trens começarem a operar. A data de inauguração está marcada para agosto de 2017.

Essa é a primeira vez em que a França utilizou esse tipo de parceria público-privada – na qual uma única empresa projeta, financia, constrói, administra e cuida da manutenção da empreitada – para construir uma grande linha férrea, embora tal arranjo seja comum em projetos rodoviários.

 

 

Fontes:
The Economist-Where there’s a will

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Isam disse:

    Enquanto isso, aqui no Brasil, cadê o nosso trem-bala que o Lula/Dilma prometeu? Os recursos disponibilizados foram todos investidos na conta dos companheiros no exterior? Auditoria imparcial e cadeia para esses ladrões, além dos confiscos de bens constituídos com esses desvios.

  2. PENSADOR disse:

    QUALQUER DESSEMELHANÇA COM AS OBRAS DA COPA É MERA COINCIDÊNCIA!!!

  3. Áureo Ramos de Souza disse:

    O trem bala brasileiro foi construído tão rápido que passou pelo Brasil e esta sendo construído na França com o dinheiro do Mensalão. SERÁ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *