Início » Notícia » Por que às vezes é quase impossível captar sinal no celular?
Redes sem fio

Por que às vezes é quase impossível captar sinal no celular?

Apesar da sofisticação dos aparelhos, redes de acesso não acompanharam evolução

Por que às vezes é quase impossível captar sinal no celular?
Redes sem fio não acompanharam o progresso dos celulares (Fonte: Reprodução/Getty Images)

Os celulares progrediram com uma rapidez surpreendente nos últimos anos. Agora, o que era antes um simples telefone portátil e um dispositivo de mensagem de texto evoluiu para um terminal possante de acesso à internet, uma câmera digital de excelente qualidade, um videogame portátil, um sistema de áudio para download de música e de programas de TV de alta definição, que podem ser assistidos em qualquer lugar. Mas apesar da sofisticação dos aparelhos, as redes de acesso não acompanharam essa evolução. Às vezes queremos apenas telefonar ou enviar um e-mail rápido, mas é impossível conseguir um sinal em alguns lugares da casa ou do escritório. Fora da cidade não se consegue sinal em lugar nenhum e, caso seja possível captá-lo, será apenas uma conexão lenta 2G. Por que as redes sem fio não acompanharam o progresso dos celulares?

Parte da explicação é técnica. Os sinais enviados através de redes 2G com serviço de voz em geral se propagam mais e proporcionam uma cobertura melhor em locais fechados do que as redes 3G com serviços de dados. Os sinais 2G em geral usam faixas de frequência de 900MHz e 1800MHz, enquanto na maioria dos países os sinais 3G são enviados quase sempre na faixa de 2100MHz. Os sinais enviados em frequências mais altas não percorrem distâncias maiores ou não têm uma propagação tão boa em ambientes fechados.

Há também razões econômicas para essa defasagem. As pessoas têm uma tendência quase compulsiva de comprar aparelhos celulares mais modernos todos os anos ou a cada dois anos e, assim, a renovação dos estoques é muito rápida e as novas características e funções são incorporadas com rapidez.

A modernização de uma rede, por outro lado, é um processo extremamente caro, que demora anos e custa bilhões de dólares, à medida que novos sites são comprados, e as estações de base, antenas e a infraestrutura de conexão dos pontos de concentração da rede são instaladas. Em razão do custo elevado, os operadores acrescentam capacidade de conexão onde é mais necessário, com o objetivo de beneficiar os usuários. Na prática isso significa que os centros das cidades, meios de transporte e principais estradas são os primeiros a terem melhores acessos à telefonia móvel, seguidos pelas áreas da periferia das cidades. A região rural talvez nunca tenha mais do que uma cobertura desigual, além da interferência de som, porque a quantidade de usuários não é suficiente para justificar a despesa de modernizar a rede.

De um ponto de vista mais cínico, os operadores de telefonia móvel têm um incentivo maior para implantar uma rede de acesso à telefonia móvel a pior possível.

Fontes:
The Economist - Why can’t I get a signal on my phone?