Início » Vida » Saúde » Tipo sangüíneo de uma australiana é alterado após transplante
Saúde

Tipo sangüíneo de uma australiana é alterado após transplante

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um caso inédito aconteceu no meio científico: nove meses depois que uma menina australiana fez um transplante de fígado, os médicos descobriram que ela teve seu tipo sangüíneo alterado.

O sistema imunológico de Demi-Lee Brennan passou a ser igual ao do doador. Os médicos acreditam que a mudança do tipo sangüíneo aconteceu depois que células-tronco do novo fígado migraram para a medula óssea da menina.

Os médicos pretendem identificar como se deu o processo e, a partir daí, tentar replicá-lo para desenvolver uma técnica capaz de reduzir os riscos de rejeição no transplante de órgãos.

Fontes:
G1 - Menina australiana troca de tipo sangüíneo após transplante de fígado

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Kátia Aparecida Venâncio Soares disse:

    ME AJUDEM POR FAVOR!

    Meu nome é Kátia Aparecida Venâncio Soares e resido em Visconde do Rio Branco MG. QUando entrei em meu primeiro emprego formal, na empresa Rio Branco Alimentos S/A(Pif Paf)fiz alguns exame e um deles foi para saber meu tipo sanguinio e fator RH e isso eu estava com 18 anos e no exame informou ser B Negativo. Depois disso fiz um particular e tb acusou ser B Negativo. Quando engravidei em 2009 aos meus 29 anos fiz outro, pois, é obrigatório e então tive uma surpresa acusou B positivo. Como o meu ginecologista ficou surpreso pediu que eu repetisse e durante todo período de minha gravidez meu sangue era B Positivo. Assim que meu bebê nasceu em 25/05/2010 foi necessário devido a este evento reperir o exame e passa minha surpresa e de toda equipe médica, após o parto meu sangue voltou a ser B Negativo e de meu filho B Positivo. Foi feito em vários laboratórios incluindo o Hermes Pardini de Belo Horizonte e ninguém soube explicar o que me aconteceu. Ou seja, quando meu filho estava no meu ventre, meu sangue era igualzinho o dele. Preciso urgente de ajuda sobre este evento. Alguém aí pode me explicar?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *