Início » Vida » Comportamento » Veganismo é um obstáculo à vida social?
ALIMENTAÇÃO

Veganismo é um obstáculo à vida social?

Relatos mostram que é possível conciliar o veganismo com uma vida social saudável, mas sem radicalismo

Veganismo é um obstáculo à vida social?
Dieta exclui todos os alimentos de origem animal (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Desde que se tornou, disse Adrian Chiles, “quase vegano”, as pessoas não o convidam mais para jantar.

Além da dieta que exclui todos os alimentos de origem animal e, portanto, mais restrita, o fato de ser vegano afeta a vida social de seus adeptos? Alguns veganos contaram à BBC como lidam com essa opção de uma dieta baseada em vegetais em seu dia a dia.

Amy Robson, de 28 anos, é vegana há três anos. Segundo ela, nada a impede de frequentar restaurantes. Mesmo os especializados em carne têm pratos com legumes no cardápio. Em caso de churrascos em casa de amigos, leve sua comida, aconselhou. Talvez alguém se interesse em aderir ao veganismo.

“Em grande parte, a reação negativa das pessoas deve-se ao fato de desconhecerem o que é veganismo. O mesmo poderia acontecer se alguém dissesse: ‘Agora, só como a comida típica da Jamaica.’ Soaria estranho se você não a conhecesse.”

Amy, que fez uma palestra no evento VegFest realizado no último fim de semana de outubro em Londres, acrescentou: “Os amigos ficam preocupados com a escolha do restaurante, mas o vegano pode comer praticamente em qualquer lugar.”

Ellie Brown, fundadora da Kinda Co, que fabrica queijo de castanha de caju, vegano e sem lactose, disse que sua experiência como vegana é bem diferente da vivenciada por Adrian.

“Mas moro em um bairro em Londres, onde há ótimos restaurantes veganos. E alguns amigos gostam do desafio de cozinhar comida vegana.”

“Sei que alguns veganos são muito radicais e criticam os outros por comerem carne. Não é agradável jantar com alguém que quer impor suas ideias. Por isso, não discuto os hábitos alimentares de outras pessoas.”

Gemma Tomlinson, de 33 anos, autora de um livro de receitas veganas, disse que sempre aceita convites de amigos para comer em restaurantes ou na casa deles. “É raro não ter opções de legumes e saladas”, acrescentou.

“É claro, restaurantes que servem comida tradicional inglesa, com pratos à base de carne e empadões recheados de carne bovina ou de carneiro, não são lugares que escolho”, observou Gemma.

Em alguns casos, o veganismo pode causar sérios problemas. O editor da revista Waitrose Food, William Sitwell, renunciou ao cargo em 31 de outubro após dizer que os veganos deveriam ser “assassinados, um a um”.

Apesar de nem todos os críticos do veganismo serem tão radicais, Gemma disse que muitas vezes os veganos sentem-se como se estivessem no banco das testemunhas em um tribunal, com advogados fazendo perguntas.

“A simples escolha de um prato de legumes com tofu pode transformar uma refeição familiar em um tumulto, com vozes inquiridoras falando ao mesmo tempo.”

A consultora de relações públicas, Claire Rees, aderiu à dieta vegana depois do nascimento do filho. Claire achou difícil ensinar o filho a gostar de animais e, ao mesmo tempo, lhe dar uma alimentação à base de carne.

Claire costuma dar receitas e ideias de pratos aos amigos que a recebem em casa. E disse que muitos pratos podem se transformar em comida vegana com pequenas adaptações.

Esses relatos mostram que é possível conciliar o veganismo com uma vida social saudável, mas sem radicalismo. Talvez esse seja o caso de Adrian Chiles.

Fontes:
BBC News - Veganism: Does it affect your social life?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. alessandro igino colato disse:

    ADOREI A MATERIA EU TAMBEM ESTOU NUMA DIETA MUITO BOA

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *