Primeiro lote acaba e preço do Renault Kwid elétrico sobe para R$ 146.990 | Quatro Rodas

Parece que o brasileiro se empolgou com o carro elétrico mais barato do país. Em pré-venda desde 14 de abril, o Renaut Kwid E-Tech está com o primeiro lote esgotado, de acordo com a fabricante. Porém, quem comprou uma das 750 primeiras unidades do modelo, garantiu o preço inicial de R$ 142.990. Agora, ele já está mais caro.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Segundo a Renault, quem encomendar o Kwid elétrico a partir de agora terá que pagar o preço do segundo lote, que passa a ser de R$ 146.990. O sinal de reserva continua sendo de R$ 999 e as entregas do segundo lote estão previstas para o último trimestre de 2022.

Renault Kwid E Tech Eletrico frente – Divulgação/Renault

Mesmo com o aumento do preço, ele continua com uma boa distância para o JAC E-JS1, segundo elétrico mais barato do Brasil. O Kwid E-Tech é aproximadamente R$ 18.000 mais barato que o modelo chinês, vendido a partir de R$ 164.900.

Continua após a publicidade

O Kwid tem um motor elétrico feito sob medida para o Brasil, com 65 cv e 11,5 kgfm, alimentado por uma bateria de 26,8 kWh. Assim como irmão a combustão, ele se destaca no perímetro urbano, levando apenas 4,1 s para chegar aos 50 km/h. Mas demora longos 13,2 s para alcançar os 100 km/h a partir do repouso. 

Renault Kwid E Tech Eletrico traseira – Divulgação/Renault

Na tomada de casa (220V), o Kwid E-Tech pode levar 10h43 para carregar completamente, tempo que cai para 8h57 com um wallbox de 7kWh. Já nos eletropostos de até 30kw (DC), o tempo é menor, podendo levar apenas 1h29. A autonomia total chega a 298 km, de acordo com o Inmetro, com o modo Eco ligado, que limita a potência em 45 cv.

Cadastro efetuado com sucesso!

Você receberá nossa newsletter todas as quintas-feiras pela manhã.

kwid e tech brasil – Divulgação/Renault

 

 

Continua após a publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.